Fesrival Foto em Pauta em Tiradentes |
março de 2020


O festival

O Festival de Fotografia de Tiradentes – Foto em Pauta – celebrará a sua décima edição em 2020. Entre os dias 18 e 22 de março, a cidade será palco de diversas exposições, workshops, palestras, debates, leituras de portfólio, projeções de fotografias e atividades educativas voltadas para a comunidade local.

Reafirmando seu compromisso com a qualidade da programação, o Festival proporciona ao público ricas experiências e trocas com profissionais de renome nacional e internacional, cuja produção artística é representativa no cenário da fotografia brasileira.

Fotografia: Raquel Pellicano
Fotografia: Raquel Pellicano

Sobre a Trip f/508

A viagem acontecerá no mês de março de 2020

Saída: 19/03/2020
Retorno: 22/03/2020

Para os participantes da “Trip Tiradentes 2020″, o f/508 propõe 03 workshops:

+ Fotografia Mobile, com Raquel Pellicano
+ Paisagens Imaginárias, com Humberto Lemos
+ As aquarelas do Deserto do Atacama, com Humberto Lemos

Sobre os professores:

Monica Nassar graduou em Arquitetura e Urbanismo no Centro Universitário de Brasília (UniCEUB), em 2012. Em 2013, finalizou o Curso Profissionalizante de Fotografia, no Espaço f/508 de Fotografia, em Brasília. Mudou-se para a cidade de São Paulo, em 2014, onde começou a atuar como pesquisadora em produtoras audiovisuais, entre elas a Academia de Filmes, GOS Catala Filmes, Your Mama, Sentimental Filmes e outras. Atuou também como Diretora de Arte, realizando campanhas para agências como F.biz, NBS, Ogilvy e África. Cursou Cenografia na Escola São Paulo, onde produziu em coletivo o projeto ViroRio, que foi exposto na Quadrienal de Praga de Cenografia e Performance, em 2015, mesmo ano em que participou da equipe de pesquisa da exposição do multiartista Tadeu Jungle na Sala do Humano do Museu do Amanhã. Usou suas habilidades multidisciplinares para compor equipes nas mesas independentes da Mesa e Cadeira, trabalhando com os ciborgues Neil Harbisson e Moon Ribas na construção do WeTooth, o primeiro aparelho de comunicação intra-dental do mundo, em 2016 e com o fundados do Kickstarter, Perry Chen, na publicação do livro “A bridge to a bad star” sobre o desastre de da base espacial de Alcântara, no Maranhão. No ano de 2017 completa a sua pós graduação em Cenografia e Figurino, na Universidade Belas Artes de São Paulo, onde produz o aplicativo Adelaide, para mapeamentos de roteiros e gestão de projetos criativos. Retorna para Brasília, no ano de 2018, para participar efetivamente da sociedade no Espaço f/508 de Fotografia, onde atua na gestão de projetos criativos. Em 2019, participa pela segunda vez da Quadrienal de Praga de Cenografia e Performance, na temática “novas técnicas dentro da cenografia”. 

Camilla Rosa

O pacote inclui

. Pré-encontro, com direcionamento em relação à bagagem e dicas
. Transfer do Aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, para a hospedagem, em Tiradentes ida e volta
. Hospedagem em Tiradentes
.Passeio guiados em grupo na Maria Fumaça até o complexo ferroviário São João Del Rei
. Café da manhã
. Lanches durante os passeios (a depender da duração passeio)
. Workshops presenciais e acompanhamento:
. Análises de fotos e direcionamento da produção in loco
. Análise de portfólio  (pós viagem)

*Passagens aéreas não inclusas

Hospedagem

Situada em um belo parque, esta pousada fica a 800 m do centro histórico de Tiradentes. Oferece piscina ao ar livre, bar e recepção 24 horas. Os quartos aconchegantes e bem-iluminados contam com vista para o jardim.

As acomodações da Pouso Alforria apresentam uma decoração com cores aconchegantes e dispõem de TV a cabo, ventilador, cofre e banheiro privativo com chuveiro.

As igrejas coloniais de Santo Antônio e Nossa Senhora das Mercês estão localizadas a 900 m da propriedade. Já a cidade histórica de São João del Rei fica a 14 km da Pouso Alforria.

Investimento

Quartos duplos: 10x de R$ 185,00 (R$ 1.850,00)

Formas de pagamento
.À vista: dinheiro ou transferência bancária [5% de desconto]
.Cartão de débito
.Cartão de crédito [valor integral em até 10x]

Amigos da Galeria f/508

É da natureza de uma galeria de arte delimitar fronteiras que dizem: entre essas quatro paredes, neste lugar, arte é aquilo que mais importa. Inspira representatividade, consolidação e resistência. E isso demanda empenho, estudo, responsabilidade. Por outro lado, todos os sinônimos possíveis para “orgulho” servem para simbolizar os frutos deste trabalho. 

É fácil entender a complexidade e os desafios da existência de uma galeria de arte. Ainda assim, por aqui, sempre sentimos que a multiplicidade inerente a um espaço de cultura sugeriria um lugar como a Galeria f/508. 

Não são só obras penduradas nas paredes ou espalhadas pelos totens; nem somente projetos expográficos, vernissages, exposições e finissages. Nós, que convivemos diariamente com a Galeria, sabemos que há algo de especial que rege o dia-a-dia de um dos lugares mais queridos do Espaço f/508. 

Da vontade de ampliar os nossos horizontes e multiplicar essas sensações, de agregar experiências com mais pessoas, ideias, misturas, combinações e efervescências, nasceu o Amigos da Galeria: um programa, que tem como objetivo aproximar nossos amigos e clientes de um dos nossos principais braços de atuação. 

Queremos explorar o potencial de galeria de arte como ponto de encontro, como nó, local de troca daqueles que acreditam e apoiam o pensamento artístico em Brasília. A partir de um pagamento mensal, proporcionaremos experiências especiais, como homenagens, descontos em cursos e obras, bate-papos, visitas guiadas e, não poderia faltar, a certificação de que temos parceiros incríveis, dispostos a resistir junto à cultura do Distrito Federal.

Bete Coutinho | Brasília Pequena

Mensalidade:

R$ 9,90

Recompensas:

– Seu nome na porta da galeria
– Seu nome no site da galeria
– Desconto de 10% em todos os produtos da Loja f/508
– Desconto de 10% em todo o catálogo da Galeria f/508 
– Bate-papo sobre arte e cultura semestralmente, acompanhado com chás do nosso café
– Visita guiada em exposições de Brasília semestralmente

Em um espaço múltiplo por natureza, que mistura loja, salas de aula, espaço de convivência e café, uma galeria de arte também tem o seu lugar. A Galeria f/508 faz parte do Espaço f/508 de Cultura: conceitual em sua essência, seu acervo tem preços acessíveis, estéticas pictóricas, modernistas e contemporâneas. Todas as obras são assinadas, numeradas e certificadas, seguindo os padrões museológicos de conservação.

Vivência analógica: laboratório P&B e processos históricos

Início: setembro de 2019

Encontros quinzenais às terças-feiras de 19h às 22h

Sobre o programa

A atividade oferece aos alunos a possibilidade de mergulhar no universo da fotografia analógica em suas metodologias. Partindo das técnicas clássicas, em filmes Preto e Branco, o programa passeia, também, por experimentações realizadas ao longo da história, como a cianotipia de Sir John Hershel ou os fotogramas do movimento Bauhaus.

A vivência é direcionada a fotógrafos amadores e profissionais, curiosos e a todos os interessados em processos analógicos da imagem.

Os encontros práticos são realizados em nosso laboratório analógico, divididos em dois grupos alternados semanalmente:

Laboratório P&B

Exercitaremos a prática de revelação em laboratório e contato, prática de cópia, ampliação, revelação seletiva, fotograma, viragem (tonalização), lúmen, quimigrama, uso de reveladores alternativos (ex.: cafenol, melhoral, vinho, etc).

Processos Históricos/Alternativos

Prática, vivência e pesquisa de métodos históricos e alternativos na fotografia como: oleotipia, cianotipia, papel salgado, marrom Van Dyke, antotipia, etc.

Pré requisito: conhecimento prévio de laboratório. Confira aqui nossos cursos introdutórios.
Lista de materiais necessários: papel fotográfico e/ou papel para aquarela, toalha de rosto, negativos e/ou transparências

O programa inclui: químicos básicos (reveladores e fixadores comuns) e estrutura de laboratório.


Coordenador: Alexandre Dafoe de Aguiar

Nascido em Piracicaba, interior de São Paulo, desde criança se interessa por fotografia e seu funcionamento, sempre brincando com o mundo de ponta-cabeça da câmera reflex que pegava escondido da mãe. Sua primeira câmera foi uma Kodak Sport 25mm. Na faculdade frustrou-se com as novas câmeras digitais automáticas (point and shoot) e decidiu cursar workshops de fotografia PB 35mm na Rhode Island School of Design, onde se apaixonou pela fotografia analógica química. É formado em administração hoteleira pela Johnson & Wales University em Providence, Rhode Island, EUA, em Relações Internacionais pela George Washington University, Washington D.C., EUA, e com especialização em Língua e Cultura Russas pela Universidade Estatal de São Petersburgo, na Rússia . Em 2008, no final da segunda graduação, retomou a prática da fotografia em 35mm e foi apresentado aos processos históricos alternativos. Desde então tem se dedicado à pesquisa e ensino desses processos. Trabalhou com programas governamentais de educação em áreas de conflito no Brasil e no exterior até 2017, quando decidiu se dedicar à fotografia e outros projetos.


Inscrições

Para fazer parte da Vivência analógica, o interessado deve enviar um e-mail para cursos@f508.com.br solicitando a sua participação.

Mensalidade

A mensalidade é de R$ 160,00 por grupo ou R$ 300,00 para participar de ambos. O pagamento pode ser realizado através do Pagseguro nos botões abaixo.
A assinatura pode ser cancelada a qualquer momento depois dos 3 meses iniciais.

Grupo 1 – Laboratório P&B (encontros quinzenais)

Grupo 2 – Processos Históricos/Alternativos 
(encontros quinzenais)

Grupo 3 – Pacote completo (encontros semanais)

Curso de Oleotipia – Impressão fotográfica com pincel | 08/08

Início: 08 de agosto de 2019
Horários: quintas-feiras, 19h às 22h
Total: 08 horas/aula

*A primeira aula tem duração e 2hrs

Nível de exigência: básico
Pré-requisitos: nenhum
Público-alvo: Fotógrafos amadores e profissionais e interessados em processos analógicos de fotografia, artistas e artesãos que trabalham com scrapbooking, livros autorais, encadernação, ilustração, etc.
Material necessário: 1 bloco de papel para aquarela com gramatura à partir de 200g formato A4, negativos em transparência (haverá orientação para a produção dos negativos durante o primeiro encontro), avental, toalha de rosto, óculos de proteção, pincel chato com pelo menos 2cm de largura, 1 pincel macio pequeno para retoques, 1 esponja comum de cozinha


O programa inclui: químicos e estrutura de laboratório.

Este curso explora de maneira experimental a técnica da oleotipia e algumas de suas variantes, como a impressão a óleo e o bromóleo. Originadas em meados do século XIX, essas técnicas utilizam de uma matriz fotográfica em gelatina transparente que é colorida com tinta a óleo utilizando pincel, tornando a imagem visível. Essas técnicas trazem um visual pictorialista às imagens e possibilitam o uso de cores, retoques e sobreposições às imagens.

Nesse curso vamos trabalhar habilidades comuns a muitos dos processos fotográficos históricos/alternativos em conjunto com técnicas de pintura e preparação de papel. Os resultados são sempre únicos e as possibilidades de criação são infinitas.

Programa

1ª aula (Teórica) | Introdução

  • Breve introdução histórica e técnica
  • Apresentação do espaço e matérias primas
  • Segurança
  • Tutorial para a produção de negativos em transparência de acetato
  • Apresentação/demonstração dos objetivos do curso e técnicas que serão utilizadas

2ª aula (Prática)

  • Preparo de gelatina e papel para impressão
  • Impressão de matrizes

3ª aula (Prática)

  • Colorização das matrizes preparadas
  • Impressão livre
Professor: Alexandre Dafoe de Aguiar

Nascido em Piracicaba, interior de São Paulo, desde criança se interessa por fotografia e seu funcionamento, sempre brincando com o mundo de ponta-cabeça da câmera reflex que pegava escondido da mãe. Sua primeira câmera foi uma Kodak Sport 25mm. Na faculdade frustrou-se com as novas câmeras digitais automáticas (point and shoot) e decidiu cursar workshops de fotografia PB 35mm na Rhode Island School of Design, onde se apaixonou pela fotografia analógica química. É formado em administração hoteleira pela Johnson & Wales University em Providence, Rhode Island, EUA, em Relações Internacionais pela George Washington University, Washington D.C., EUA, e com especialização em Língua e Cultura Russas pela Universidade Estatal de São Petersburgo, na Rússia . Em 2008, no final da segunda graduação, retomou a prática da fotografia em 35mm e foi apresentado aos processos históricos alternativos. Desde então tem se dedicado à pesquisa e ensino desses processos. Trabalhou com programas governamentais de educação em áreas de conflito no Brasil e no exterior até 2017, quando decidiu se dedicar à fotografia e outros projetos.


Investimento

1º lote: 3x de R$ 233,33 (R$ 670,00 até o início do curso ou enquanto houver vagas)

. Inicie o seu processo de matrícula clicando aqui.

Imagem de capa: Robert Demachy – A Multidão, 1910, técnica do bromóleo

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, cheque, transferência bancária [10% de desconto]
  • .Cartão de débito [3% de desconto]
  • .Cartão de crédito [presencial – valor integral em até 3x]
  • .Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Agosto: mês da Fotografia Analógica

Há exatos 180 anos, se revelava uma das invenções mais importantes para o mundo das artes.⠀

Em 19 de agosto de 1839, foi anunciado que o invento da daguerreotipia tinha sido adquirido pelo governo francês. A partir dali, o processo fotográfico desenvolvido por Louis Jacques Mandé Daguerre estava em domínio público; assim, o mundo inteiro teria acesso a essa invenção, que fundou a fotografia.⠀

Como consequência da daguerreotipia, surgiram muitos processos fotográficos que são celebrados como técnicas manuais de fotografia até os dias de hoje. ⠀

Em homenagem aos 180 anos desse marco, dedicaremos o mês de agosto a esses processos históricos e analógicos. A partir do dia 03/08, serão nove cursos e oficinas:⠀

06/08 | Rastros Visuais
08/08 | Oleotipia 
14/08 | Introdução ao Laboratório Analógico PB
23/08 | Workshop Lúmem e Quimigrama
26/08 | Oficina Fotograma
26/08 | Oficina Colagem
31/08 | Oficina de Colorização Manual

Oficina de Colagem e Apropriação de Imagens
| 26/08

Início: 26 de agosto de 2019
Segunda-feira: de 19h às 22h
Total: 3 horas/aula

Nível de exigência: básico
Pré-requisitos: tesoura, cola bastão e estilete
Público-alvo: Todos que tem interesse em processos manuais e curiosidade pelo universo da colagem

A oficina traz um panorama do que vem sendo produzido em colagem desde o cubismo até a arte contemporânea. Serão apresentadas ferramentas, referências e possibilidades de construção de composição. Os alunos serão convidados a colocar a mão na massa e construir um projeto final, a partir de arquivo pessoal ou apropriação de jornais, revistas, texturas e arquivos de acervo público.

Programa

  • História da colagem
  • Referências contemporâneas
  • Apropriação de imagem
  • Técnicas e Exercícios

Professora

Graduada em Comunicação Social na Universidade de Brasília, Beatriz Chaves cursa uma pós graduação em História da Arte e atua como Gerente do Espaço f/508 de Fotografia desde janeiro de 2017, onde coordena uma pós graduação, atua na produção cultural e administrativa e também ministra cursos e oficinas. Já trabalhou na assessoria de imprensa do CCBB Brasília (2013-2014); foi Coordenadora de cursos e projetos na Perestroika – uma escola de atividades criativas (2014-2016); foi consultora de comunicação e experiência para a EloGroup (2017); e desde fevereiro de 2018 é uma das representantes do Artikin em Brasília – uma plataforma de mapeamento cultural. Como artista visual, tem uma produção focada em apropriação de imagem, colagem e intervenção urbana. Faz parte do Coletivo Cincoagosto, em parceria com Dario Joffily, e já participou das exposições “Ateliê Remix” na Galeria Ponto (2016) ; “Ondeandaonda 2” no Museu Nacional (2017) ; “Coletivo Cincoagosto” no Espaço f/508 de Fotografia (2017); “Postal Parade” no Centro de Convenções Ulysses Guimarães (2017); “Ondeandaonda 3” no Espaço Cultural Renato Russo; “Mostra de fotozines”(2018) na Fototeca de Havana; além da residência artística “Ateliê Remix” na Galeria Ponto (2016) e “Obracadabra” na Casa Colonial, em Oaxaca (2018). Também em 2018 participou da coordenação da Fotozine Arroz #1 e da comissão curatorial da Fotozine Arroz #2.

Materiais necessários: Tesoura, estilete e cola bastão.
Materiais opcionais: Teremos enciclopédias e revistas disponíveis. Caso o aluno deseje pode trazer fotos pessoais impressas e revistas específicas. Mesa de corte é desejável mas não obrigatória!


Investimento

1º lote: R$ 200,00 (até o dia 17 de agosto de 2019)
2º lote: R$ 230,00 (até o dia de início da oficina ou enquanto houver vaga)

. Inicie o seu processo de matrícula clicando aqui.

Formas de pagamento

.À vista: dinheiro, transferência bancária
.Cartão de débito
.Cartão de crédito [presencial]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Oficina de Fotograma
| 26/08

Data:  segunda-feira, 26 de agosto de 2019
Horário: 19h às 22h
Carga horária: 03 horas

Nível de exigência: básico
Pré-requisitos: nenhum
Público-alvo: Interessados e curiosos em fotografia analógica e processos similares

Processo criado no século XVIII e que ganhou popularidade com a Bauhaus, o fotograma é o registro de formas e objetos sem uso de câmeras ou lentes, utilizando basicamente luz e papel sensível. Além de entender os conceitos por trás dessa técnica, os alunos farão seus próprios fotogramas e poderão levar seus trabalhos para casa.

Professor

Fotógrafo fine art, Humberto Lemos tem foco na fotografia minimalista com influência oriental. Atua como coordenador e professor no Espaço f/508 de Fotografia. Realizou a curadoria de diversas exposições e publicações virtuais, e desenvolveu projetos de inclusão social como o Retratando com Alma (2005), oficina fotográfica realizada com deficientes visuais, e o Libertas CAJE (2008), realizado com os internos da instituição. Foi professor da Secretaria de Cultura do Distrito Federal de 2005 a 2007. Portfólio: www.humbertolemos.com


Investimento

1º lote: R$170,00 (até o dia 17 de agosto de 2019)
2º lote: R$ 200,00 (até o início da oficina ou enquanto houver vaga)

. Inicie o seu processo de matrícula clicando aqui.

Imagem da capa de autoria da artista Vanessa Woods

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, transferência bancária
  • .Cartão de débito
  • .Cartão de crédito [presencial]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Oficina de iluminação em estúdio para retratos | 26/08

Início: 26 de agosto de 2019
Horário: das 19h às 22h
Carga horária: 03 hrs/aula

Nível de exigência: intermediário
Pré-requisitos: nenhum
Público-alvo: Fotógrafos amadores com interesse em fotografia de estúdio

A oficina, voltada para fotógrafos com interesse na criação de retratos em estúdio, demonstra técnicas para a construção de uma iluminação com diferentes resultados estéticos, além de proporcionar um fácil entendimento do comportamento da luz de acordo com o objetivo plástico de cada imagem

Professora

Bacharel em Artes Plásticas pela Universidade de Brasília (UnB), Raquel Pellicano é fotógrafa e artista visual, com produção autoral e experimentações em linguagem fotográfica. Comercialmente, é especializada em retratos, nu feminino e registros de viagens. Com 31 anos, é sócia do Espaço f/508 de fotografia, ministra cursos e oficinas e está à frente do estúdio fotográfico. Criou o programa do curso de pós graduação em Fotografia como Suporte para a Imaginação, que teve início em março de 2018. Assinou diversos editoriais de moda, com trabalhos publicados nas revistas Vogue Brasil, Trip, VIP e Playboy.

Programa

  • apresentação do equipamento de estúdio
  • luz contínua x flash e suas características
  • fotometria
  • qualidade da luz e seus efeitos
  • acessórios do flash de estúdio
  • esquemas de iluminação para retrato
  • construção da luz
  • luz dura/ luz suave
  • high key x low key
  • contra-luz
  • dramatização
  • uso de cores e gelatinas
  • como segurar ou rebater a luz

Investimento

1º lote: R$200,00 (até o dia 17 de agosto de 2019)
2º lote: R$230,00 (até o dia da oficina ou enquanto houver vaga)

. Inicie o seu processo de matrícula clicando aqui.

Fotografias por Raquel Pellicano

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, transferência bancária
  • .Cartão de débito
  • .Cartão de crédito [presencial]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Rastros Visuais: do pinhole à
goma bicromatada | 27/08

Início: 27 de agosto de 2019
Horários:
Terça-feiras das 19h às 22h
Sábados das 10h às 13h

Carga horária: 18 hrs/aula
Duração: 03 semanas

Nível de exigência: básico
Pré-requisitos: nenhum
Público-alvo: Interessados em vivenciar processos artesanais de fotografia, curiosos em trabalhos manuais.

O curso traz uma oportunidade de experimentos em processos históricos da fotografia (pinhole, cianotipia, marron van dyke, papel salgado e goma bicromatada), proporcionando uma vivência única, da criação à concepção da imagem. Os processos de cianotipia, marron van dyke, papel salgado e goma bicromatada, criarão diferentes imagens lúdicas, graças às suas diversas possibilidades de pigmentos e suportes. Poucas coisas são tão mágicas e emocionantes quanto a experiência de se ver a formação de rastros visuais em uma superfície foto-sensível. O resultado se traduzirá em fotografias com efeito único, proporcionando o aprendizado de novos desdobramentos estéticos. Será abordado o processo fotográfico, sua formação, suportes, apresentação e significado.

Professor

Télio Pacheco desenvolve pesquisas sobre processos fotográficos históricos, adotando uma mistura de técnicas tradicionais e contemporâneas na criação da imagem. Como especialista em gerenciamento de projetos, adota metodologia específica na elaboração e condução dos trabalhos fotográficos que utilizam as técnicas Pinhole, Cianotipia e Goma Bicromatada.  O professor tem em seu currículo exposições individuais e coletivas em Brasília.

Programa

Trabalhos de Regina Correa

Aula 1 | Apresentação do curso/Processos Históricos

Aula 2 | Sensibilização e revelação de imagens no processo de Cianotipia em papel

Aula 3 | Sensibilização e revelação em Tecido no processo de Cianotipia e Marron Van Dyke

Aula 4 | Sensibilização e revelação de imagens no processo de Papel Salgado

Aula 5 | Revelação de imagens no processo de goma bicromatada (parte 1)

Aula 6 | Revelação de imagens no processo de goma bicromatada (parte 2)

Materiais necessários: 1 bloco de papel Canson Montval 300g/m2 A4 12 folhas, 1 avental, 1 óculos de proteção, 1 toalha de rosto, 1 metro de tecido claro 100% algodão, 1 pincel macio, 1 pincel super macio para retoques, 1 estilete, 1 lapiseira, 1 borracha, 1 fita isolante, 1 régua 30 cm, imagens impressas em transparências de acetato (pelo menos 5), 1 filme fotográfico 35mm Asa 200.

Trabalhos de Daniela Pontual


Investimento

1º lote: 3x de R$ 320,00 (R$ 960,00 até o início do curso)

. Inicie o seu processo de matrícula clicando aqui.

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, cheque, transferência bancária [10% de desconto]
  • .Cartão de débito [3% de desconto]
  • .Cartão de crédito [presencial – valor integral em até 3x]
  • .Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.