Cine f/508 apresenta: Elena, um filme de Petra Costa

O filme premiado brasileiro de 2012, dirigido por Petra Costa, será exibido gratuitamente no Espaço f/508, dia 29 de janeiro, às 19h. Os ingressos estarão disponíveis para retirada 1 hora antes do início da sessão. ⠀⠀

⠀⠀⠀
“O tom poético nas imagens e na trilha sonora conferem ao filme uma beleza impressionante, impulsionada pela sinceridade explícita demonstrada pela diretora na história retratada.”

AdoroCinema

Bate-papo sobre Mulherismo Africana, Matriarcado e Danças Afro | 15/03, às 19h

Abrindo a nossa programação gratuita do mês de março, teremos um bate-papo com a jornalista e dançarina especialista em estilos Afro Jô Gomes.

O bate-papo acontecerá no Espaço f/508 (CLN 413 Bloco D sala 113), no dia 15/03, a partir das 19h.

O encontro será dividido em duas partes: bate-papo e vivência. As inscrições são gratuitas; basta enviar um email para cursof508@gmail.com com nome completo e um email para contato.

“Mulherismo africana” é um termo cunhado por Clenora Hudson-Weems no final da década de 1980, pretendido como uma ideologia que se aplica a todas as mulheres afro-descendentes. Baseia-se na cultura africana e no afrocentrismo e concentra-se nas experiências, lutas, necessidades e desejos das mulheres da diáspora africana; se distingue do feminismo ou do mulherismo de Alice Walker. O mulherismo africana presta mais atenção e dá mais enfoque às realidades e injustiças da sociedade em relação à raça. Clenora Hudson-Weems procurou criar uma ideologia específica para mulheres africanas e afro-descendentes, acreditando que a sua criação separa as realizações das mulheres africanas dos intelectuais africanos, do feminismo e do feminismo negro.

Jô Gomes é dançarina especializada em estilos Afro (Danças Afro-brasileiras, Kuduro, Afro House, Dancehall, Azonto, Hip Hop, Funk e Passinho). Atualmente é professora de Dancehall, Funk, Danças Urbanas e Danças Afro. Estuda História Geral da África e Matriarcado Africano no Instituto Hoju e é pós-graduanda em Dança e Consciência Corporal (Estácio). Jornalista e especialista em Gestão de Políticas Públicas de Gênero e Raça pela Universidade de Brasília, compreende a importância das artes e da mídia para a construção e desconstrução de estereótipos e preconceitos.

Abertura da exposição Vulcânicas | 27/02 às 19h

De 27 de fevereiro a 28 de maio, a Galeria f/508 receberá a primeira exposição individual de Humberto Lemos, Vulcânicas.

Fotógrafo há 35 anos, Humberto Lemos atuou no mercado de fotografia publicitária do Rio de Janeiro. Em Brasília, está à frente do Espaço f/508 de fotografia onde, além de professor, desenvolve trabalhos em linguagem autoral com temática oriental e experimental. Realizou a curadoria de diversas exposições fotográficas e publicações virtuais e criou projetos de inclusão social e visual, como o Retratando com Alma (2005), oficina fotográfica realizada com deficientes visuais, e o Libertas CAJE (2008), realizado com os internos da instituição. Foi professor da Secretaria de Cultura do Distrito Federal de 2005 a 2007.

Portfolio: https://www.humbertolemos.com/

Sessão de Yoga no Estúdio com Karla Pellicano | 13/04 às 10h

A programação gratuita de abril vai começar com um evento inédito no f/508: o nosso estúdio fotográfico vai receber uma sessão de Hatha Yoga, conduzida por Karla Pellicano.

A sessão de 1 hora será dividida em duas partes: no início, teremos um bate-papo que introduzirá os participantes à prática da Hatha Yoga; depois, 40 minutos de aula.

Para inscrições, envie o nome completo para equipef508@gmail.com e aguarde a confirmação de inscrição. Não há necessidade de conhecimento prévio para participar da sessão de Yoga. Se puder, traga um tapete ou canga para a prática.

Ha significa sol e é representado pelo sol do seu corpo, a sua alma. Tha significa lua, que representa a sua consciência, a sua mente. Então o Hatha Yoga é a busca do equilíbrio entre as forças solar e lunar, respectivamente masculina e feminina. Isto é conseguido através da união da mente com a alma. Uma das características do Hatha Yoga é a plena atenção na ação.

Karla é instrutora de Yoga formada pela Escola de Yoga Clássico de Brasília, pela AdarshaYoga, Yogaterapia com Vitor Caruso e Yoga Educativa com Maurício Salem. Concluiu o curso de condutor de meditação Vipassana e o treinamento com Fabiano Benassi de Yoga para Empresas. Atualmente, é professora de Yoga no Espaço Aroeira, no Espaço Soma Cultura da Saúde, na 410 sul, na Unb e no Park Way.

Gincana Fotográfica com Humberto Lemos |
27/04 às 10h

O Parque Olhos d’Água receberá o última evento da programação gratuita do mês de abril. Na manhã do dia 27, o fotógrafo Humberto Lemos conduzirá a atividade que premiará os três vencedores com descontos nos cursos de maio.

Para participar, basta enviar um e-mail para equipef508@gmail.com com nome completo e aguardar a confirmação de inscrição.

A Gincana vai ser dividida em duas partes. A primeira será um Quiz sobre conhecimentos fotográficos gerais; a segunda, exercícios práticos a partir de conceitos sugeridos pelo Humberto.

A participação na Gincana não depende de câmera fotográfica – a câmera do celular é suficiente.

A cada atividade, os participantes serão pontuados. Os três primeiros colocados serão premiados:
1º lugar: 100% de bolsa em um curso com início em maio (que ainda tenha vagas disponíveis)
2º lugar: 50% de bolsa em um curso com início em maio (que ainda tenha vagas disponíveis)
3º lugar: 25% de bolsa em um curso com início em maio (que ainda tenha vagas disponíveis)

Cine f/508 apresenta: Mulheres no Cinema DF | 23/03, às 10h

Não tem mais volta. O olhar das mulheres está cada vez mais presente nas telas de cinema do Brasil e do mundo. No Distrito Federal, não poderia ser diferente. Cada vez mais realizadoras constroem narrativas, formam suas equipes, compartilham seus olhares e oferecem a essa atividade, até então tão ocupada por homens, uma nova forma de existir.

Ficção, documentário e o cinema híbrido, não há linguagem audiovisual que resista a essa revolução, como veremos na sessão Mulheres no Cinema DF, que será realizada no Espaço f/508 com a presença das realizadoras Camilla Shinoda, diretora do curta “Não é pressa, é saudade”; Lorena Figueiredo, diretora do documentário “Intervenções Urbanas”; e de Paula Passos e Martha Suzana, respectivamente atriz e sonidista da ficção “Coração é terra que ninguém vê” – dirigida por Isabela Vitório.

A curadoria de Camilla Shinoda busca mostrar a diversidade da produção feminina do DF e deixa claro que lugar de mulher é no cinema sim, independente do gênero cinematográfico.

A mostra acontecerá no Espaço f/508 (CLN 413 Bloco D sala 113), no dia 23/03, a partir das 10h. As inscrições são gratuitas; basta enviar um email para equipef508@gmail.com com nome completo e um email para contato.

Sinopse dos curtas

Coração é terra que ninguém vê, de Isabela Vitório 
Marilene busca um lugar de afeto e acredita que vai encontrá-lo ao lado de seus netos

Não é pressa, é saudade, de Camilla Shinoda
Uma carta de amor ficcional proporciona um encontro real. João – um ator brasiliense – convida Marcela, uma garota pernambucana (que não é atriz), para conhecer Brasília. A visita será guiada por um roteiro afetivo de lugares importantes para a vivência real do ator na cidade em que nasceu. A construção de intimidade entre o casal de desconhecidos é acompanhada pela equipe de cinema. Documentário e ficção se misturam para contar a história desse encontro. 

Intervenções Urbanas, de Lorena Figueiredo
Intervenção Urbanas busca apresentar um novo olhar sobre o Distrito Federal, por meio das intervenções urbanas presentes no concreto da rua. Os inimagináveis assuntos, muitas vezes, esquecidos diante da rotina. São contrastados e interrogados, constituindo um personagem vivo no meio urbano.

Cine f/508 apresenta: Construindo Pontes | 20/02 às 19h

O próximo filme do Cine f/508 será o documentário “Construindo Pontes”, de Heloisa Passos.

Heloisa Passos, a cineasta, é filha de Álvaro, um engenheiro civil que viveu seu auge na carreira durante a ditatura militar no Brasil. No entanto, o momento que para ele foi uma oportunidade de mostrar seu trabalho, para outros, como para sua própria filha, foi um tempo marcado pelo autoritarismo. Agora, entre memórias do passado e um futuro incerto diante da atual instabilidade política no País, pai e filha procuram outras formas de enxergar o mundo.

Workshop de
Papel Salgado

Obra de autoria de Margareth Adams

Início: 05 de agosto de 2019
Horário: segundas-feiras, 19h às 22h
Total: 08 horas/aula

*A primeira aula tem duração e 2hrs

Nível de exigência: básico
Pré-requisitos: conhecimentos básicos de fotografia analógica
Público-alvo: Fotógrafos amadores e profissionais e interessados em processos analógicos de fotografia
Material necessário: 
1 bloco de papel para aquarela com gramatura à partir de 200g formato A4, negativos em transparência (haverá orientação para a produção dos negativos durante o primeiro encontro), avental, toalha de rosto, óculos de proteção, pincel chato com pelo menos 2cm de largura

O programa inclui: químicos e estrutura de laboratório.

O curso faz uma introdução prática à técnica de impressão em papel salgado, precursora da fotografia analógica moderna. Vamos trabalhar as matérias primas utilizadas de forma a desmistificar o processo e dar ao participante oportunidade de incorporar a técnica a sua produção de forma organizada, simples e segura.
O curso é dividido em três etapas: introdução histórica e técnica junto com demonstração e apresentação das matérias primas; prática de impressão; fixação, tonalização e acabamento. O participante sairá com conhecimento prático para experimentação e produção de imagens utilizando a técnica do Papel Salgado, podendo aplicar em seus projetos, bem como estará pronto para iniciar experimentos com técnicas derivadas mais avançadas como a impressão em papel albuminado (albúmen) e a produção de imagens in camera (calotipia).

Programa

Dia 1 (2 horas)
● Breve introdução histórica e técnica
● Apresentação do espaço e matérias primas
● Segurança
● Tutorial para a produção de negativos em transparência de acetato
● Apresentação dos objetivos do curso e técnicas que serão utilizadas

Dia 2 (3 horas)
● Preparo de papel para impressão
● Impressão básica e impressão estável

Dia 3 (3 horas)
● Fixação, tonalização e acabamento
● Impressão livre

William Henry Fox Talbot – English Vines, 1839
Professor: Alexandre Dafoe de Aguiar

Nascido em Piracicaba, interior de São Paulo, desde criança se interessa por fotografia e seu funcionamento, sempre brincando com o mundo de ponta-cabeça da câmera reflex que pegava escondido da mãe. Sua primeira câmera foi uma Kodak Sport 25mm. Na faculdade frustrou-se com as novas câmeras digitais automáticas (point and shoot) e decidiu cursar workshops de fotografia PB 35mm na Rhode Island School of Design, onde se apaixonou pela fotografia analógica química. É formado em administração hoteleira pela Johnson & Wales University em Providence, Rhode Island, EUA, em Relações Internacionais pela George Washington University, Washington D.C., EUA, e com especialização em Língua e Cultura Russas pela Universidade Estatal de São Petersburgo, na Rússia . Em 2008, no final da segunda graduação, retomou a prática da fotografia em 35mm e foi apresentado aos processos históricos alternativos. Desde então tem se dedicado à pesquisa e ensino desses processos. Trabalhou com programas governamentais de educação em áreas de conflito no Brasil e no exterior até 2017, quando decidiu se dedicar à fotografia e outros projetos.


Investimento

1º lote: 3x de R$ 233,33 (R$ 670,00 até o início do curso ou enquanto houver vagas)

. Inicie o seu processo de matrícula clicando aqui.

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, cheque, transferência bancária [10% de desconto]
  • .Cartão de débito [3% de desconto]
  • .Cartão de crédito [presencial – valor integral em até 3x]
  • .Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Oficina de
Flash Dedicado

Data: a definir
Horário: 19h às 22h
Carga horária: 03 horas

Nível de exigência: intermediário
Pré-requisitos: câmera opcional
Público-alvo: Fotógrafos amadores com interesse na área

A oficina de flash dedicado tem como objetivo ensinar ao aluno a usar o equipamento nos modos de operação manual, TTL e estroboscópio.

Programa

  • Como se dá a exposição para o flash dedicado
  • Número guia e velocidade de sincronismo
  • Alta velocidade de sincronismo e segunda cortina
  • Modos de utilização: manual, TTL e estroboscópio
  • Luz mista: flash e luz ambiente
  • Luz de preenchimento
  • Flash rebatido
  • Lightpainting com flash

Professor

Com formação acadêmica em jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), Rafael Nascimento é fotógrafo e trabalha comercialmente com eventos sociais e corporativos. Já atendeu clientes como Confederação Nacional da Indústria (CNI), Conselho Federal de Fonoaudiologia (CFFa), Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (CONTAG), entre outros. Desde 2015, integra a equipe de professores que ministra os cursos regulares, intensivos e particulares do Espaço f/508.


MATRÍCULAS ENCERRADAS.
Quer ficar sabendo das novidades desse curso? Clique aqui.

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, transferência bancária [10% de desconto]
  • .Cartão de débito
  • .Cartão de crédito [presencial]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Havana, Cuba
2018

Percorrer as ruas em Havana  é como mergulhar em uma densa inspiração imagética. Prédios históricos restaurados, edifícios em decomposição, grades enferrujadas, fiação à mostra e hotéis de luxo. Pelas ruas desfilam coloridos carros americanos fabricados há mais de 60 anos, Ladas russos caindo aos pedaços, ônibus e automóveis modernos importados da China. Fragmentos de uma densa inspiração literária que resultou em O Velho e o Mar (The Old Man and the Sea) de 1952, de Ernest Hemingway que lhe valeu o Nobel de literatura em 1954.

Para os participantes da “Trip Havana 2018″, o f/508 proporá 03 workshops:

+ Fotografia documental, com Daniel Marenco
Com larga trajetória no fotojornalismo e na fotografia documental imaginária, Marenco notabiliza-se como um dos melhores fotógrafos da área na atualidade. Cobriu diversos eventos políticos, como as últimas três eleições no Brasil, as manifestações de 2013 e o processo de impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff. Documentou também tragédias como a de Mariana e o terremoto no Nepal. Teve fotos em publicações de grandes jornais, como O Globo e a Folha de S. Paulo. Em 2015 foi finalista do Esso, principal premiação do jornalismo brasileiro, com as fotos ‘Terremoto em Katmandu‘ e ‘Marcado a ferro e fogo‘. Foi indicado e selecionado com destaque em outras premiações nacionais e internacionais.

+ A explosão das cores, com Humberto Lemos
Fotógrafo há 30 anos, Humberto Lemos atuou no mercado de fotografia publicitária do Rio de Janeiro. Em Brasília, é coordenador do Espaço f/508 de Fotografia, professor de fotografia, curador de exposições fotográficas e publicações virtuais, além de desenvolver projetos de inclusão social como o Retratando com Alma (2005), oficina fotográfica realizada com deficientes visuais, e Libertas CAJE (2008), realizado com os internos da instituição. Foi professor da Secretaria de Cultura do Distrito Federal de 2005 a 2007.

+ Fotografia Mobile, com Raquel Pellicano
Bacharel em Artes Plásticas pela Universidade de Brasília (UnB), Raquel Pellicano é fotógrafa e artista visual, com produção autoral e experimentações em linguagem fotográfica. Comercialmente, é especializada em retratos, nu feminino e registros de viagens. Com 30 anos, ministra cursos e oficinas e está à frente do estúdio fotográfico do Espaço f/508. Assinou diversos editoriais de moda, com trabalhos publicados nas revistas Vogue Brasil, Trip, VIP e Playboy.

A Cuba dos combates de boxe, das rinhas de galo, do tabaco, dos carros antigos e de cores quentes, dos casarões monumentais, dos sorrisos de seus heróis de ficção. Esse carnaval de imagens e paletas será o grande norteador da Trip “As Cores de Cuba”.

Durante o festival “Noviembre Fotografico” realizado pela Fototeca de Cuba, os visitantes encontrarão exposições distribuídas por galerias e centros culturais, além de visitas guiadas e mesas redondas. O evento se tornou uma experiência significativa para o desenvolvimento e promoção dos valores da arte fotográfica cubana e terá novamente o Espaço f/508 como convidado.

A Trip partirá do aeroporto José Martí, em Havana, com transfer para a nossa hospedagem, que poderá ser escolhida em quarto individual, duplo ou triplo (a depender da disponibilidade)

Detalhes do pacote:

+ Pré-encontro, com direcionamento em relação à bagagem e dicas
+ 3 WS: Fotografia documental, A Explosão das Cores e Fotografia Mobile
+ Transfer Aeroporto de Havana – Casa em Havana Vieja
+ Transfer Casa em Havana Vieja – Aeroporto de Havana
+ Estadia em uma casa de Havana Vieja (6 noites)
+ Café da manhã
+ Seguro de viagem
+ Encontro pós trip
(transporte aéreo não incluso)


Investimento
– R$3.177,30 por pessoa em quarto triplo (vaga em quarto compartilhado triplo)
– R$3.738,00 por pessoa em quarto duplo (vaga em quarto compartilhado duplo)
– R$4.860,45 em quarto individual duplo
Em até 10x no crédito

5% de desconto para pagamentos à vista
+ Inscrições: tripf508@gmail.com