Escrita Criativa | ON-LINE E AO VIVO | 19/06

Início: 19 de junho de 2020
Horário: sextas-feiras, de 18h às 21h (Horário de Brasília)
Duração: 2 meses
Carga horária: 24h/aula

Nível de exigência: básico
Pré-requisitos: nenhum
Público alvo: escritores, artistas, jornalistas, roteiristas, blogueiros, interessados e curiosos em aperfeiçoar a escrita

Partindo de contos de autores consagrados ou não, a oficina procura discutir as principais características – estrutura, temáticas, estilos – do conto ocidental moderno e contemporâneo. As aulas aliam teoria e prática e convocam os alunos para o debate, de modo a construir um saber coletivo O curso apresenta técnicas, referências e paradigmas teóricos contemporâneos para estimular a consciência para o processo de
escrita de cada um na transformação da própria vida em literatura.

Professor

Tiago Velasco é escritor e professor do curso de Teoria, Crítica e História da Arte na UnB. Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio, ministra cursos de escrita criativa. É autor dos livros de contos Petaluma (Ed. Oito e Meio), Microficções (publicação artesanal) e Prazer da Carne (Ed. Multifoco), além do livro de não ficção Novas dimensões da cultura pop (Ed. Multifoco). Também participou de diversas coletâneas de contos. Em 2019, foi um dos vencedores do concurso de contos LER Novos Autores; em 2015, conquistou o 4º lugar no Prêmio Off Flip de Literatura na categoria contos.

Programa do curso

Aula 1 – Questões sobre o conto

Aula 2 – Discussão dos contos

Aula 3 – Discussão de contos

Aula 4 – Leitura e discussão de contos produzidos pelos alunos da oficina

Aula 5 – A autoficção

Aula 6 – Ficção, autobiografia e memória

Aula 7 – Poéticas contemporâneas

Aula 8 – Discussão dos contos produzidos pelos alunos


Investimento

R$ 450,00 (até o início do curso)

• Para se inscrever, clique aqui e preencha o formulário com seus dados. Entraremos em contato via e-mail.
• Dúvidas? Entre em contato através do e-mail cursos@f508.com.br

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, cheque, transferência bancária [10% de desconto]
  • .Cartão de débito [3% de desconto]
  • .Cartão de crédito [presencial – valor integral em até 3x]
  • .Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Filosofia da arte | ON-LINE E AO VIVO | 23/06

Imagem de capa: Wassily Kandinsky, Composição VIII, Museu Solomon R. Guggenheim. 1923

Início: 23 de junho de 2020
Horários: terças e sextas, 15h às 18h (Horário de Brasília)
Total: 9 aulas, 27 horas/aula

Nível de exigência: básico
Pré-requisitos: nenhum
Público-alvo: Fotógrafos, amantes das artes visuais, filósofos, artistas e interessados no tema.

*O curso será transmitido através da plataforma gratuita Zoom

O curso visa analisar como acontece o entrelaçamento da Filosofia com a Arte, partindo dos primórdios da filosofia ocidental. É possível falar em uma essência da Arte? O artista produz a partir de objetos sensíveis ou consegue capturar a sua essência no inteligível? Ao longo da história da arte, diversos filósofos e artistas debruçaram-se sobre essas questões. No que tange à filosofia, uma investigação sobre a arte assume problemáticas éticas, epistemológicas e ontológicas. Para compreender o conceito em sua completude, serão abordados textos filosóficos, reconstruindo, por meio da intertextualidade, a arte na tradição filosófica. Evidentemente, não se trata de uma abordagem exaustiva das vertentes na filosofia ocidental, mas sim de uma mirada problematizadora.

Programa

Unidade 1: Filosofia, ética e ontologia.
1. Introdução à filosofia;
2. Qual o perigo de um artista na cidade ideal? – A República de Platão;
3. Sobre o valor da Arte: retórica e poética – A Poética de Aristóteles;
4. A salvação da Arte – Neoplatonismo de Plotino;
5. Metafísica da Arte e o Cristianismo – influências da arte bizantina e a arte como um caminho para chegar a Deus – Agostinho e Tomás de Aquino.

Unidade 2: A subjetividade da arte 
1. O Belo, o Sublime e a Arte – Kant;
2. O Belo, o Sublime e a Arte – Kant;

3.A Arte e o idealismo Alemão – Hegel;
4. A Arte e o idealismo Alemão – Hegel;
5. O apolíneo e o dionisíaco – Friedrich Nietzsche;
6. O apolíneo e o dionisíaco – Friedrich Nietzsche;

Unidade 3: Interioridade e seus reflexos na arte moderna
1. Arte moderna e o rompimento com a mimese;
2. A Arte como expressão inteligível – Abstracionismo de Wassily Kandinsky;
3. A Arte e a liberdade do artista.

Rothko, No. 210/No. 211 (Orange), 1960

Professora

Mayã Fernandes é doutoranda em Artes Visuais pela UnB (2019), mestra em Metafísica na linha de pesquisa Estética Antiga: Narrativa, Visualidade e Verdade, pela mesma Universidade (2018), com estágio de pesquisa na UBA (Buenos Aires/ARG) e graduada em Filosofia pela UnB (2016). Publicou vários artigos nas áreas de filosofia antiga, estética e ensino de filosofia. Investiga a teoria do belo em Plotino e sua relação com a arte moderna. É Membro do Projeto Das Deusas: gênero, arte e filosofia. 

Sou aprendiz… eterna aprendiz da arte imagética. Ter a professora Mayã como condutora do nosso despertar para o conhecimento filosófico no mundo das artes foi uma experiência construtiva e transformadora em minha forma de pensar fotografia. Vida longa ao f/508!

Nityama Macrini

Investimento

R$ 500,00 (até o início do curso)

. Para se inscrever, clique aqui e preencha o formulário com seus dados. Entraremos em contato via e-mail.
. Dúvidas? Entre em contato através do e-mail cursos@f508.com.br

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, cheque, transferência bancária [10% de desconto]
  • .Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Bordado em Fotografia | ON-LINE E AO VIVO | 04/07

Datas: 04 de julho de 2020
Horário: sábado, de 15h às 17h (Horário de Brasília)
Carga horária: 02hrs/aula

Nível de exigência: básico
Pré-requisitos: ver material necessário
Público-alvo: interessados em processos artesanais, apropriação e intervenção em fotografias

*As aulas serão transmitidas através do aplicativo Zoom

A oficina tem por objetivo a união de bordado livre e espontâneo e fotografia impressa em papel, para a criação de novas possibilidades de expressão artística e ressignificação de conceitos imagéticos, proporcionando ao aluno a oportunidade de elaboração de uma linguagem poética autoral.

Por meio dessa abordagem, é possível resgatar os fios da memória, reencontrando na imensidão interna de cada um a amorosidade, elemento transformador para o crescimento pessoal e coletivo.

Professora

Regina Corrêa vem desenvolvendo projetos na área de fotografia, especialmente voltados para questionamentos de identidade e memória, buscando para isso apropriações de imagens entre outras construções de imagens.
Formada em Letras em 1983, e em Artes Plásticas pela Universidade de Brasilia – UnB, desenvolveu seu projeto final com o trabalho Memórias de Infância, instalação exposta na CAL – Casa da Cultura da América Latina, em 2002. Após um longo período, voltou a buscar novos desafios na área de fotografia. Em 2016, apresentou trabalhos em Havana, no Noviembre Fotográfico, no Panorama f/508 de Fotografia, idealizado pela Fototeca de Cuba.
Participou da exposição Onde Anda a Onda 2016, no Museu da República, Brasília.
Atualmente expõe trabalhos na Galeria do Espaço f/508 e no Quintal Café. Participa de grupos de estudos de fotografia, onde prevaleça um aprofundamento conceitual para o desenvolvimento de linguagens autorais.

Material

  • tesoura grande e pequena;
  • fita crepe ou durex
  • régua, estilete, lápis e borracha
  • um match (suporte para corte – opcional)
  • 2 fotos (retratos antigos ou recentes) PB, tamanho 10×15, em papel de gramatura 120 ou fotográfico fosco
  • agulhas nº 7 ou 9 (mais grossa);
  • linhas de meadas ou de novelo para bordar colorida ou de uma só cor(conforme o gosto do aluno)
  • base de EVA de 10x10cm com 1cm de espessura.


Investimento

R$ 85,00 (até o início do curso)

• Para se inscrever, clique aqui e preencha o formulário com seus dados. Entraremos em contato via e-mail.
Dúvidas? Entre em contato através do e-mail cursos@f508.com.br

Formas de pagamento

• À vista: transferência bancária [10% de desconto]

• Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Eisenstein no Brasil: breves anotações reflexivas | ON-LINE E AO VIVO | 07/07

Retrato de Sergei Eisenstein (data desconhecida)

Início: 07 de julho de 2020
Horário: terças e quintas, das 15h às 18h (Horário de Brasília)
Total: 6 aulas, 18 horas/aula

Nível de exigência: básico
Pré-requisitos: nenhum
Público-alvo: fotógrafos, cineastas, estudantes, e demais interessados em cinema

*O curso será ministrado através da plataforma Zoom



O curso apresenta uma introdução às produções cinematográficas e teóricas de um dos maiores diretores do século XX, Serguei M. Eisenstein.
O programa busca difundir a linguagem cinematográfica de Eisenstein a partir de um novo ponto de vista, no qual é possível refletir sobre as produções fílmicas e teóricas desse cineasta pelo olhar de intelectuais e artistas nacionais, aproximando assim duas culturas distintas por meio do cinema. Ao redor do mundo, são traçadas novas perspectivas sobre suas imagens e teorias sobre montagem cinematográfica, pois compreendem o poder que há nas imagens midiáticas, produto de montagens audiovisuais sobre os indivíduos e sociedades, consequências das teorias de montagem de Eisenstein e de outros cineastas do início do século XX.

Serão 06 encontros estruturados a partir de proposições associadas aos filmes A Greve (1924), O Encouraçado Potiómkin (1925), Outubro (1928), Aleksandr Niévski (1938), Ivan, o terrível – parte I e Ivan, o terrível – parte II (1944, exibido em 1958). Com a análise de determinados trechos de cada filme, o aluno desenvolverá práticas com as quais conseguirá compreender com maior profundidade algumas das questões formais e conceituais utilizadas pelo cineasta russo-soviético. Essas atividades são acompanhadas de discussões advindas da tese Eisenstein no Brasil, a qual apresenta um panorama dos ecos eisensteinianos em território nacional, sendo estes entendidos como intersecções artístico-culturais.

Retrato de Eisenstein por Margaret Bourke-White

Professora

Fabiola Notari é artista visual e pesquisadora. Doutora em Literatura e Cultura Russa pelo Departamento de Letras Orientais (DLO/FFLCH/USP) em Poéticas Visuais pela Faculdade Santa Marcelina (FASM/ASM) e bacharel em Artes Visuais pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, onde leciona desde 2012. Desde 2014 coordena o Grupo de Estudos Livros de artista, livros-objetos: entre vestígios e apagamentos e em 2018 criou o Núcleo de Livros de Artista em parceria com Marisa Garcia de Souza. Ambas as iniciativas são realizadas na Casa Contemporânea, espaço multidisciplinar localizado no bairro de Vila Mariana em São Paulo-SP. Já participou de exposições e mostras artísticas no Brasil e no exterior com sua produção voltada à linguagem gráfica – gravura, desenho, fotografia e livro de artista.
Por conta de sua formação em artes visuais e de pesquisa teórica em arte, literatura e cultura russas, Fabiola Notari ministra oficinas e cursos voltados à produção, pesquisa e difusão do livro de artista e práticas voltadas à linguagem gráfica – desenho, gravura e fotografia -, além de apresentar proposições interdisciplinares mesclando cinema e as artes visuais por meio das teorias e filmografia de Serguei M. Eisenstein. Por conta de seu perfil, oferece com frequência orientações de projetos artísticos.


Investimento

R$ 337,50 (até o início do curso)

• Para se inscrever, clique aqui e preencha o formulário com seus dados. Entraremos em contato via e-mail.
• Dúvidas? Entre em contato através do e-mail cursos@f508.com.br

Formas de pagamento

• À vista: transferência bancária [10% de desconto]

• Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

• A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

História e Cultura da África e sua Diáspora | ONLINE E AO VIVO | 20/07

Fotografia pelo ganense Derrick Ofosu Boateng

Início: 20 de julho de 2020
Horários: segundas e quartas, 19h às 21h (horário de Brasília)
Total: 8 aulas
Carga horária: 16 h/aula

Nível de exigência: básico
Pré-requisitos: nenhum
Público-alvo: interessados em conhecimentos sobre história africana e afro-brasileira e Diáspora Africana; estudantes e professores de História; ativistas do Movimento Negro.

O curso visa apresentar a história africana a partir da correlação de personagens, situações e experiências com a Diáspora Africana, ou seja, a comunidade negra espalhada pelo mundo. Promoveremos uma viagem histórica, desde o surgimento dos primeiros seres humanos em África, passando pelos grandes impérios, a Diáspora forçada pelo processo de escravização até o Pan-africanismo e outras teorias e práticas políticas contemporâneas de emancipação e resistência do povo negro.
O curso será ministrado ao vivo pela plataforma Zoom.

Programa

Aula 1
Mãe África – Os Sapiens e sua dispersão pelo mundo: Linha do tempo desde o surgimento dos primeiros seres humanos em África, sua evolução e dispersão pelo mundo. Aspectos geológicos do continente, que permitiram o estabelecimento e desenvolvimento das primeiras sociedades.

Aula 2
Matriarcado e berço civilizatório africano: Conceitos de Matriarcado, Patriarcado, Matrilinearidade e Patrilinearidade como constituintes dos berços civilizatórios africano e europeu. Mitos femininos africanos e gregos como símbolos do lugar da mulher nas respectivas sociedades.

Aula 3
Grandes Impérios: Serão apresentadas a forma de organização social, economia e momentos históricos de alguns impérios africanos, tais como: Gana, Aksum (Axum), Mali (Mandinka), Congo, Songhai, Oyo Yorubá, Benin, e os mais tradicionalmente estudados: Kush e Egito.

Aula 4
Atlântico Negro – Diáspora e Escravização: A colonização da África pela Europa, escravização, resistência organizada nas Américas, preservação da memória e da cultura por meio da tradição oral. Serão apresentadas personalidades que se destacaram na resistência africana (do continente e da Diáspora), tais como: Zumbi dos Palmares, Nanny of the Maroons, Rainha Nzinga, Harriet Tubman.

Aula 5
Xenofilia – a África na Diáspora: Para além de lutar pela preservação de seus hábitos e costumes, os povos africanos em Diáspora também abraçaram idiomas e comportamentos de culturas diferentes da sua própria, juntando essas diferenças e transformando em algo novo. Dança, religião, gastronomia e até mesmo o idioma falado no Brasil são exemplos disso. Nesta aula vamos abordar esse traço da cultura africana, que garantiu a sobrevivência de africanos em Diáspora e permitiu o desenvolvimento de culturas que mesclam elementos africanos e de outros povos.

Aula 6
Independência de países africanos: Processos diferentes levaram países africanos a se tornar independentes dos colonizadores europeus. Vamos estudar como foi a independência dos seguintes países: Angola (1975), Moçambique (1975), Timor Leste (colonizado por Portugal e posteriormente invadido pela Indonésia; independente em 1975 e 2002, (espectivamente), Nigéria (1960), Congo (1960) e Sudão (1956).

Aula 7
Amefricanidade – Pan-africanismo e afrocentricidade: Vamos debater os conceitos de Pan-africanismo, Afrocentricidade, Mulherismo Africana, Feminismo Negro, Black Money como alternativas epistemológicas de resistência da população negra em África ou na Diáspora como eles têm contribuído na luta contra o racismo e às múltiplas opressões a que as pessoas negras estão submetidas.

Aula 8
Afrofuturismo – Passado e futuro de uma perspectiva africana: A partir deste movimento cultural, vamos conhecer artistas africanos do continente e da Diáspora que trabalham sob essa perspectiva e espalham a cultura e a história africanas por meio da arte contemporânea pelo mundo.

Professora

Jô Gomes é jornalista e especialista em Gestão de Políticas Públicas de Gênero e Raça pela
Universidade de Brasília. É pesquisadora de História Geral da África e Matriarcado Africano
pelo Instituto Hoju (RJ) e pós-graduada em Dança e Consciência Corporal (Estácio). Dançarina especializada em estilos Afro (Danças Afro-brasileiras, Kuduro, Afro House, Dancehall, Azonto, Hip Hop, Funk e Passinho), atualmente mora em Portugal. Sua formação transdisciplinar lhe permite compreender a importância das artes e da mídia para a construção e desconstrução de estereótipos e preconceitos e fazer a interseccionalidade de corpo e intelectualidade negras, sejam elas africanas do continente ou da Diáspora.


Investimento

R$ 300,00 (até o início das aulas)

. Para se inscrever, clique aqui e preencha o formulário com seus dados. Entraremos em contato via e-mail.
. Dúvidas? Entre em contato através do e-mail cursos@f508.com.br

Formas de pagamento

. À vista: transferência bancária [10% de desconto]
. Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Arquitetura da Exposição: expografia e cenografia

foto de capa: PQ 2019 de Monica Nassar

Início: a definir
Horários: a definir
Total: 5 aulas
Carga horária: 10 h/aula

Nível de exigência: intermediário
Pré-requisitos: ter um projeto fotográfico a ser trabalhado (próprio ou de outro artista, com autorização)
Público-alvo: fotógrafos, arquitetos, designers, artistas e entusiastas em realizar exposições

O curso de Arquitetura da Exposição do Espaço f/508 é composto por aulas expositivas ao vivo via plataforma Zoom e acompanhamento de propostas de projeto via email.

Talvez, a extraordinária e incontestável comunicação entre artista e observador seja o encontro entre “visitante e conjunto expositivo” proporcionado por uma exposição.
Um projeto expográfico, ou museográfico, resulta de uma soma de esforços multidisciplinares e da capacidade dessa equipe de traduzir uma narrativa em intermediações sensoriais.
Esse curso abre o debate da participação do artista na construção do diálogo do seu trabalho, agora aberto para uma discussão pública, e interpreta o seu envolvimento a partir das etapas de projeto, aspectos críticos e históricos, e estudos de caso dentro da disciplina do tratamento de exibições de arte.

PQ 2019 – foto de Monica Nassar

Programa

1. Apresentação do curso e introdução a expografia.

O que é expografia? O que é um museu e qual a sua relevância social? Porquê estudar expografia?
Atividade para casa: O aluno deverá escolher um projeto de sua autoria para desenvolver uma exposição e levar na próxima aula. 

2. a) O que é lugar? Abordaremos os conceitos de lugar dentro dos estudos da geografia poética, de modo a entendermos a relação entre arte e o espaço que a abriga. 
b) O cubo branco X caixa preta: Um estudo sobre espaços expositivos e a sua interferência na curadoria das obras
Atividade para casa: Escolher um material para nortear o projeto expográfico e levar um estudo sobre as suas propriedades e uma amostra física na próxima aula.

Exposição do Brasil – PQ 2019

3 e 4. O projeto expográfico:

  • antes. Nesta etapa, abordaremos estudos necessários para a montagem e desenvolvimento de uma exposição que vêm antes dos desenhos técnicos de projeto: orçamentos, cronogramas, conceitos, etc. Atividade para casa: Estudo preliminar de projeto. 
  • durante. Processos envolvidos no desenho de uma exposição: rotas de visitantes, arte gráfica, sentidos, técnicas de desenhos, suportes….)
  • depois. Depois que a sua exposição está pronta, ela ainda precisa de outros elementos que garantam a sua sustentabilidade. Temos sempre que pensar nos visitantes e em como eles vão se relacionar com o espaço expositivo oferecido. Aqui falaremos sobre como despertar o interesse dos visitantes e manter a exposição ativa dentro do cronograma proposto. Atividade para casa: Desenvolvimento de projeto.

5. Apresentação de projetos

PQ 2019 – foto de Monica Nassar

Professora

Monica Nassar graduou em Arquitetura e Urbanismo no Centro Universitário de Brasília (UniCEUB), em 2012. Em 2013, finalizou o Curso Profissionalizante de Fotografia, no Espaço f/508 de Fotografia, em Brasília. Mudou-se para a cidade de São Paulo, em 2014, onde começou a atuar como pesquisadora em produtoras audiovisuais, entre elas a Academia de Filmes, GOS Catala Filmes, Your Mama, Sentimental Filmes e outras. Atuou também como Diretora de Arte, realizando campanhas para agências como F.biz, NBS, Ogilvy e África. Cursou Cenografia na Escola São Paulo, onde produziu em coletivo o projeto ViroRio, que foi exposto na Quadrienal de Praga de Cenografia e Performance, em 2015, mesmo ano em que participou da equipe de pesquisa da exposição do multiartista Tadeu Jungle na Sala do Humano do Museu do Amanhã. Usou suas habilidades multidisciplinares para compor equipes nas mesas independentes da Mesa e Cadeira, trabalhando com os ciborgues Neil Harbisson e Moon Ribas na construção do WeTooth, o primeiro aparelho de comunicação intra-dental do mundo (contemplado no Guinness World Records 2020), em 2016 e com o fundados do Kickstarter, Perry Chen, na publicação do livro “A bridge to a bad star” sobre o desastre de da base espacial de Alcântara, no Maranhão. No ano de 2017 completa a sua pós graduação em Cenografia e Figurino, na Universidade Belas Artes de São Paulo, onde produz o aplicativo Adelaide, para mapeamentos de roteiros e gestão de projetos criativos. Retorna para Brasília, no ano de 2018, para participar efetivamente da sociedade no Espaço f/508 de Fotografia, onde atua na gestão de projetos criativos. Em 2019, participa pela segunda vez da Quadrienal de Praga de Cenografia e Performance, na temática “novas técnicas dentro da cenografia”. 

Expografia de Monica Nassar


Investimento

R$ 375,00 (até a data do curso )

MATRÍCULAS ENCERRADAS.
Quer ficar sabendo das novidades desse curso? Clique aqui.

Formas de pagamento

  • À vista: transferência bancária [10% de desconto]
  • Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Curso de Oleotipia –
Impressão fotográfica com pincel

Imagem de capa: Robert Demachy – A Multidão, 1910, técnica do bromóleo

Início: a definir
Horários: a definir
Carga horária: 08 horas/aula

*A primeira aula tem duração e 2hrs

Nível de exigência: básico
Pré-requisitos: nenhum
Público-alvo: Fotógrafos amadores e profissionais e interessados em processos analógicos de fotografia, artistas e artesãos que trabalham com scrapbooking, livros autorais, encadernação, ilustração, etc.
Material necessário: 1 bloco de papel para aquarela com gramatura à partir de 200g formato A4, negativos em transparência (haverá orientação para a produção dos negativos durante o primeiro encontro), avental, toalha de rosto, óculos de proteção, pincel chato com pelo menos 2cm de largura, 1 pincel macio pequeno para retoques, 1 esponja comum de cozinha


O programa inclui: químicos e estrutura de laboratório.

Este curso explora de maneira experimental a técnica da oleotipia e algumas de suas variantes, como a impressão a óleo e o bromóleo. Originadas em meados do século XIX, essas técnicas utilizam de uma matriz fotográfica em gelatina transparente que é colorida com tinta a óleo utilizando pincel, tornando a imagem visível. Essas técnicas trazem um visual pictorialista às imagens e possibilitam o uso de cores, retoques e sobreposições às imagens.

Nesse curso vamos trabalhar habilidades comuns a muitos dos processos fotográficos históricos/alternativos em conjunto com técnicas de pintura e preparação de papel. Os resultados são sempre únicos e as possibilidades de criação são infinitas.

Programa

1ª aula (Teórica) | Introdução

  • Breve introdução histórica e técnica
  • Apresentação do espaço e matérias primas
  • Segurança
  • Tutorial para a produção de negativos em transparência de acetato
  • Apresentação/demonstração dos objetivos do curso e técnicas que serão utilizadas

2ª aula (Prática)

  • Preparo de gelatina e papel para impressão
  • Impressão de matrizes

3ª aula (Prática)

  • Colorização das matrizes preparadas
  • Impressão livre
Professor: Alexandre Dafoe de Aguiar

Nascido em Piracicaba, interior de São Paulo, desde criança se interessa por fotografia e seu funcionamento, sempre brincando com o mundo de ponta-cabeça da câmera reflex que pegava escondido da mãe. Sua primeira câmera foi uma Kodak Sport 25mm. Na faculdade frustrou-se com as novas câmeras digitais automáticas (point and shoot) e decidiu cursar workshops de fotografia PB 35mm na Rhode Island School of Design, onde se apaixonou pela fotografia analógica química. É formado em administração hoteleira pela Johnson & Wales University em Providence, Rhode Island, EUA, em Relações Internacionais pela George Washington University, Washington D.C., EUA, e com especialização em Língua e Cultura Russas pela Universidade Estatal de São Petersburgo, na Rússia . Em 2008, no final da segunda graduação, retomou a prática da fotografia em 35mm e foi apresentado aos processos históricos alternativos. Desde então tem se dedicado à pesquisa e ensino desses processos. Trabalhou com programas governamentais de educação em áreas de conflito no Brasil e no exterior até 2017, quando decidiu se dedicar à fotografia e outros projetos.


Investimento

1º lote: 3x de R$ 233,33 (R$ 670,00)

Tem interesse no curso? Entre em contato através do e-mail cursos@f508.com.br

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, cheque, transferência bancária [10% de desconto]
  • .Cartão de débito [3% de desconto]
  • .Cartão de crédito [presencial – valor integral em até 3x]
  • .Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Workshop de
Papel Salgado

Obra de autoria de Margareth Adams

Início: 05 de agosto de 2019
Horário: segundas-feiras, 19h às 22h
Total: 08 horas/aula

*A primeira aula tem duração e 2hrs

Nível de exigência: básico
Pré-requisitos: conhecimentos básicos de fotografia analógica
Público-alvo: Fotógrafos amadores e profissionais e interessados em processos analógicos de fotografia
Material necessário: 
1 bloco de papel para aquarela com gramatura à partir de 200g formato A4, negativos em transparência (haverá orientação para a produção dos negativos durante o primeiro encontro), avental, toalha de rosto, óculos de proteção, pincel chato com pelo menos 2cm de largura

O programa inclui: químicos e estrutura de laboratório.

O curso faz uma introdução prática à técnica de impressão em papel salgado, precursora da fotografia analógica moderna. Vamos trabalhar as matérias primas utilizadas de forma a desmistificar o processo e dar ao participante oportunidade de incorporar a técnica a sua produção de forma organizada, simples e segura.
O curso é dividido em três etapas: introdução histórica e técnica junto com demonstração e apresentação das matérias primas; prática de impressão; fixação, tonalização e acabamento. O participante sairá com conhecimento prático para experimentação e produção de imagens utilizando a técnica do Papel Salgado, podendo aplicar em seus projetos, bem como estará pronto para iniciar experimentos com técnicas derivadas mais avançadas como a impressão em papel albuminado (albúmen) e a produção de imagens in camera (calotipia).

Programa

Dia 1 (2 horas)
● Breve introdução histórica e técnica
● Apresentação do espaço e matérias primas
● Segurança
● Tutorial para a produção de negativos em transparência de acetato
● Apresentação dos objetivos do curso e técnicas que serão utilizadas

Dia 2 (3 horas)
● Preparo de papel para impressão
● Impressão básica e impressão estável

Dia 3 (3 horas)
● Fixação, tonalização e acabamento
● Impressão livre

William Henry Fox Talbot – English Vines, 1839
Professor: Alexandre Dafoe de Aguiar

Nascido em Piracicaba, interior de São Paulo, desde criança se interessa por fotografia e seu funcionamento, sempre brincando com o mundo de ponta-cabeça da câmera reflex que pegava escondido da mãe. Sua primeira câmera foi uma Kodak Sport 25mm. Na faculdade frustrou-se com as novas câmeras digitais automáticas (point and shoot) e decidiu cursar workshops de fotografia PB 35mm na Rhode Island School of Design, onde se apaixonou pela fotografia analógica química. É formado em administração hoteleira pela Johnson & Wales University em Providence, Rhode Island, EUA, em Relações Internacionais pela George Washington University, Washington D.C., EUA, e com especialização em Língua e Cultura Russas pela Universidade Estatal de São Petersburgo, na Rússia . Em 2008, no final da segunda graduação, retomou a prática da fotografia em 35mm e foi apresentado aos processos históricos alternativos. Desde então tem se dedicado à pesquisa e ensino desses processos. Trabalhou com programas governamentais de educação em áreas de conflito no Brasil e no exterior até 2017, quando decidiu se dedicar à fotografia e outros projetos.


Investimento

1º lote: 3x de R$ 233,33 (R$ 670,00 até o início do curso ou enquanto houver vagas)

. Inicie o seu processo de matrícula clicando aqui.

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, cheque, transferência bancária [10% de desconto]
  • .Cartão de débito [3% de desconto]
  • .Cartão de crédito [presencial – valor integral em até 3x]
  • .Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Workshop de Lúmen
e Quimigrama

Início: a definir
Horários: a definir
Total: 06 horas/aula

Nível de exigência: básico
Pré-requisitos: nenhum
Público-alvo: Fotógrafos amadores e profissionais e interessados em processos analógicos de fotografia, artistas e artesãos que trabalham com scrapbooking, livros autorais, encadernação, ilustração, etc.
Material necessário: avental e toalha de rosto


O programa inclui: químicos, papéis fotográficos e estrutura de laboratório.

Utilizando papel fotográfico vencido, luz natural e artificial, e materiais disponíveis em casa vamos criar imagens e texturas permanentes e efêmeras. Esse workshop tem como objetivo familiarizar os participantes com o potencial criativo de materiais fotográficos antigos, descartados, ou fora de uso ainda disponíveis no mercado, através das técnicas Quimigrama e Lúmen:

O Quimigrama foi primeiro praticado pelo fotógrafo Pierre Cordier em 1956. O Processo utiliza materiais que bloqueiam a ação do revelador e do fixador no papel fotográfico preto e branco, possibilitando a criação de peças abstratas e figurativas.

Já o Lumen é um processo fotográfico antigo, desenvolvido ainda no século XIX, e que usa o sol como revelador do material sensibilizado. O processo se popularizou como forma de utilizar papel fotográfico moderno vencido, pode ser descrito como um fotograma solar.

Programa

1ª aula (Prática) | Quimigrama

  • Breve introdução histórica e técnica
  •  Apresentação do espaço e materiais
  •  Segurança
  •  Demonstração e produção de quemigramas

2ª aula (Prática) | Lúmen

  •  Demonstração e produção de lumen
  • Produção livre
fLight, Natasha Shanchez – técnica lúmen
Professor: Alexandre Dafoe de Aguiar

Nascido em Piracicaba, interior de São Paulo, desde criança se interessa por fotografia e seu funcionamento, sempre brincando com o mundo de ponta-cabeça da câmera reflex que pegava escondido da mãe. Sua primeira câmera foi uma Kodak Sport 25mm. Na faculdade frustrou-se com as novas câmeras digitais automáticas (point and shoot) e decidiu cursar workshops de fotografia PB 35mm na Rhode Island School of Design, onde se apaixonou pela fotografia analógica química. É formado em administração hoteleira pela Johnson & Wales University em Providence, Rhode Island, EUA, em Relações Internacionais pela George Washington University, Washington D.C., EUA, e com especialização em Língua e Cultura Russas pela Universidade Estatal de São Petersburgo, na Rússia . Em 2008, no final da segunda graduação, retomou a prática da fotografia em 35mm e foi apresentado aos processos históricos alternativos. Desde então tem se dedicado à pesquisa e ensino desses processos. Trabalhou com programas governamentais de educação em áreas de conflito no Brasil e no exterior até 2017, quando decidiu se dedicar à fotografia e outros projetos.


Investimento

1º lote: 3x de R$ 160,00 (R$ 480,00)
2º lote: 3x de R$ 184,00 (R$ 552,00)

Tem interesse no curso? Entre em contato através do e-mail cursos@f508.com.br

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, cheque, transferência bancária [10% de desconto]
  • .Cartão de débito [3% de desconto]
  • .Cartão de crédito [presencial – valor integral em até 3x]
  • .Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Cursos
Particulares

Nosso cardápio de cursos visa atender tanto aos clientes em busca dos conhecimentos básicos em fotografia, cinema, artes e literatura quanto aqueles que desejam um aprofundamento técnico e conceitual para o amadurecimento de seus trabalhos.

Para atender a uma terceira demanda – de clientes com uma rotina que os impede de cursar nossas turmas regulares, o f/508 realiza também cursos particulares onde o programa pode ser personalizado conforme as necessidades do aluno.


Investimento

Curso Básico Particular
R$1500
Outros programas no formato particular
valor sob consulta

. Inicie o seu processo de matrícula enviando um email para 
cursof508@gmail.com

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, cheque, transferência bancária [5% de desconto]
  • .Cartão de débito [3% de desconto]
  • .Cartão de crédito [presencial – valor integral em até 3x]
  • .Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.