Introdução à produção
autoral

Início: a definir

Tem interesse em saber da próxima turma? Mande um email para cursof508@gmail.com

Nível de exigência: básico, com disponibilidade para produção intensa
Pré-requisitos: nenhum
Público-alvo: Artistas, arquitetos, fotógrafos, designers e interessados em desenvolver projetos e porftólio artístico autoral

Voltado para fotógrafos amadores  ou profissionais que invistam em um trabalho de cunho autoral e no desenvolvimento de séries imagéticas, o curso é composto por 3 módulos correlacionados: fotografia autoral, séries e ateliê fotográfico. Visa uma criação focada no escoamento da produção para exposições fotográficas, livros e outros formatos de apresentação de projetos autorais conceitualmente estruturados.

Programa do curso

Módulo 1: Autoral

A partir de um material imagético previamente concebido, o aluno entenderá os diversos aspectos envolvidos no processo de curadoria de seus trabalhos e construção de narrativas. De forma lúdica, os exercícios propostos em aula pretendem provocar maior compreensão sobre o subjetivo, a identidade fotográfica e capacidade de resolução de incógnitas.

Módulo 2: Séries

O processo de seriação é um contínuo aprendizado que está intimamente relacionado ao domínio da leitura de imagens, à interpretação do universo simbólico imagético, e a um profundo conhecimento de si mesmo e das questões que perpassam e estimulam o processo criativo de cada um. O módulo oferece aos participantes a oportunidade de exercitar, individual e coletivamente, diferentes caminhos de edição e curadoria aplicáveis ao seu trabalho e à criação de outro artista, visando a organização de portfólios e exposições. Ao longo do curso, alguns temas nortearão a produção fotográfica: a Cidade, a Arte, o Corpo, o Contemporâneo.

Módulo 3: Ateliê

O módulo pretende estimular o pensar fotográfico por meio do estudo de diferentes linguagens e poéticas, análise de ensaios e projetos. O objetivo é preparar os alunos para terem domínio e autonomia diante de etapas necessárias na criação e realização de um trabalho fotográfico autoral: elaboração, planejamento, produção de imagens, edição do material e exibição.

Professor

Fotógrafo fine art, Humberto Lemos tem foco na fotografia minimalista com influência oriental. Atua como coordenador e professor no Espaço f/508 de Fotografia. Realizou a curadoria de diversas exposições e publicações virtuais, e desenvolveu projetos de inclusão social como o Retratando com Alma (2005), oficina fotográfica realizada com deficientes visuais, e o Libertas CAJE (2008), realizado com os internos da instituição. Foi professor da Secretaria de Cultura do Distrito Federal de 2005 a 2007. Portfólio: www.humbertolemos.com


Investimento

1º lote: 4x de R$ 577,50 (R$ 2310,00 até o dia 18 de março de 2019)
2º lote: 4x de R$ 664,12 (R$ 2656,50 até o dia 11 de abril de 2019

Tem interesse em saber da próxima turma? Mande um email para cursof508@gmail.com

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, cheque, transferência bancária [5% de desconto]
  • .Cartão de débito [3% de desconto]
  • .Cartão de crédito [presencial – valor integral em até 4x]
  • .Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Curadoria: história,
práxis e produção

Início: 04 de julho de 2019 (quinta-feira)

Horários: terças e quintas, das 19h às 21h
Total: 6 aulas

Duração: 3 semanas
Carga horária: 12h/aula

Nível de exigência: básico
Pré-requisitos: nenhum
Público alvo: artistas visuais, artistas plásticos, fotógrafos, historiadores da arte e afins, futuros curadoras e curadores. Será bem-vindo quem deseja conhecer mais sobre esta área profissional da arte.

O curso divide-se nos 2 módulos de História e Práxis, nos quais teremos abordagens que perpassam pela história da curadoria, processo de pesquisa e concepção da ideia, tipologias, escolha de temáticas, análise crítica de produções artísticas, modelos de expografia, espaço expositivo, interatividade e atualizações.

Professora

Sissa Aneleh é, atualmente, professora-pesquisadora da Universidade Católica de Brasília. Doutora e Mestra em Artes com pesquisas em História da Arte e Fotografia brasileiras na linha teórica de Teoria, Crítica e História da Arte. Pesquisadora de Mulheres Artistas e Arte Brasileira. Foi docente na Universidade de Brasília nos cursos de História da Arte e Artes Plásticas, ministrando as disciplinas: Curadoria, História da Arte (vários períodos), Arte Brasileira, Artes Visuais Moderna e Contemporânea e disciplinas de Teoria e Crítica de Arte.

Programa do curso

Módulo História

Aula 1 – Breve história da curadoria. – História das exposições. – Conceitos e teorias da Curadoria. – Museus, galerias e institutos de arte. – Acervos, coleções e colecionadores. – Prática da curadoria no Brasil e no mundo.

Módulo Práxis

Aula 2 – O trabalho da curadoria. – O perfil do/da curador/a. – Funções do curador, especialidades e formação. – Caminhos da pesquisa em arte e outros assuntos. – Direção e equipe curatorial. – Mercado de Arte. – A relação entre curadores e artistas.

Aula 3 – As tipologias e modelos de exposição. – Modelos clássico e contemporâneo. – Limitações da idéia do espaço e expansões do cubo branco. – Processo de pesquisa e concepção da ideia da exposição. – Temáticas. – Exemplos de exposição. – Exercícios de elaboração da idéia e tema da exposição.

Aula 4 – Material textual das exposições: linguagem, textos críticos e informativos. – O texto curatorial. – Produção de textos e tipos de apresentação. – Catálogos e outros materiais/produtos. – Exercícios de escrita de texto curatorial.

Aula 5 – Noções básicas de desenho de exposição. – Designers da exposição. – Tipos de ambientes. – Comunicação visual. – Acessibilidade: desenho inclusivo ou universal. – Exercício de temas e tipologia da exposição.

Aula 6 – Formação de público, educativo, monitoria e ações. – Exposição de conteúdo. – A exposição educativa: material didático, cursos e oficinas. – Comunicação interna e externa. – Exercício: estudo de adequação de material didático.


Investimento

1º lote: 3x de R$206,66 (R$ 620,00 – até o início do curso ou enquanto houver vaga)

MATRÍCULAS ENCERRADAS.
Tem interesse no curso? Entre em contato pelo e-mail cursos@f508.com.br

Imagens dessa página fizeram parte da exposição ELLES: Mulheres artistas na coleção do Centro Pompidou, Paris, 2009.

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, cheque, transferência bancária [5% de desconto]
  • .Cartão de débito [3% de desconto]
  • .Cartão de crédito [presencial – valor integral em até 3x]
  • .Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Narrativas
Fotográficas

Duane Michals

Início: a definir
Horários: a definir
Total: 6 aulas, 12h/aula

Nível de exigência: intermediário
Pré-requisitos: nenhum
Público alvo: fotógrafos e artistas visuais interessados em desenvolver e aperfeiçoar a construção narrativa de suas obras

O curso convida o aluno à imersão e criação de narrativas, um trajeto feito dentro da própria fotografia, e, no caso das séries, um percurso narrativo que as costure, a partir de referências na fotografia contemporânea, performance, cinema e autores que discutem arte, estética, filosofia e psicanálise. Através de uma reflexão crítica, os exercícios propostos no curso pretendem criar imagens abertas à interpretação, utilizando como matéria os assuntos discutidos, novas referências e o repertório artístico dos alunos.

Professora

Bruna Neiva é artista visual, pesquisadora em arte e produtora cultural. Possui mestrado na linha de Poéticas Contemporâneas do Instituto de Artes pela Universidade de Brasília, onde aprofundou sua pesquisa em arte contemporânea, linguagem e memória, voltada para a fotografia e performance. Iniciou sua formação em Comunicação Social na Universidade de Brasília, tendo trabalhado como fotojornalista em veículos como o Jornal de Brasília. O trabalho de Bruna Neiva transita pela performance e tem a fotografia como suporte para suas ações. Em sua obra, a artista se reporta à inconcretude da realidade e a solidez do sonho como matérias poéticas. Bruna Neiva dedica-se também à realização de projetos como exposições, prêmios e ações em arte-educação que pensam a arte como vetor de resistência e caminho para proposições sociais, políticas e do afeto.

Programa do curso

  • Ficção e realidade
  • O extra-quadro
  • Narrativas sequenciais x não-sequenciais
  • Fotografia seriada
  • Noções espaço x tempo na imagem fotográfica
  • O corte temporal
  • O corte espacial
  • Estética do desaparecimento
  • Os espaços discursivos da fotografia
  • O inconsciente ótico
  • A fotografia como arte da memória
O Pesadelo de Perséfone
Regina Correa

MATRÍCULAS ENCERRADAS.
Quer ficar sabendo das novidades desse curso? Clique aqui.

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, cheque, transferência bancária [10% de desconto]
  • .Cartão de débito [3% de desconto]
  • .Cartão de crédito [presencial – valor integral em até 3x]
  • .Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Oficina de
História da Moda

Data: a definir
Horário: a definir
Carga horária: 03 hrs

Nível de exigência: básico
Pré-requisitos: nenhum
Público-alvo: artistas, jornalistas, publicitários, cineastas e demais interessados na história e desenvolvimento da moda

A oficina de História da Moda aborda o desenvolvimento da indumentária ao longo de todo o século XX e o início do século XXI. O curso propõe um aprendizado de como a história influenciou a moda ao longo das décadas até chegarmos aos tempos atuais, estendendo-se desde a moda popular e o fast fashion às grandes marcas e grifes.

Professora

Carmem Martins cursa Comunicação na Universidade de Brasília e trabalha atualmente na Editora Confraria do Vento. Suas áreas de interesse permeiam a estética, artes e moda. Carmem também atua como diretora de arte e atualmente se dedica a pesquisar cultura visual na pós-modernidade.


MATRÍCULAS ENCERRADAS.
Quer ficar sabendo das novidades desse curso? Clique aqui.

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, transferência bancária [10% de desconto]
  • .Cartão de débito
  • .Cartão de crédito

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Diálogos entre estéticas e
suportes

Início: a definir


Tem interesse em saber da próxima turma? Mande um email para cursof508@gmail.com

Total: 28 aulas
Duração: 7 meses
Carga horária: 56 h/aula

Nível de exigência: avançado
Pré-requisitos: conhecimentos básicos de artes visuais
Público alvo: artistas, arquitetos, fotógrafos, designers e interessados em desenvolver projetos manuais e trabalhos autorais em diferentes suportes.

O Curso “Diálogos entre estéticas e suportes” foi concebido como um mergulho nas possibilidades infindas de suportes imagéticos. Explorando as estéticas minimalismo, surrealismo, expressionismo, erótico, kitsch e construtivismo como norte da produção, os alunos terão aulas, provocações, exercícios semanais e estarão em contato com diversas técnicas manuais e experimentais voltadas ao suporte para a construção da imagem.

Programa do curso

MÓDULO 1 – Construção | Humberto Lemos 09 de maio a 06 de junho)
[05 encontros – 10h/aulas]

O módulo inicial instigará o aluno à produção embasada nas estéticas estabelecidas por cada um. Acontecerão encontros semanais para discutirmos e analisarmos as produções realizadas em fotografia digital.

MÓDULO 2 – Fotocolagem, Apropriação de imagem e Assemblage  | Beatriz Chaves (13 de junho a 11 de julho)
[04 encontros – 08h/aulas]

No segundo módulo, daremos início ao estudo dos suportes. Passaremos pelo estudo de história, referências e técnicas da fotocolagem e daassemblage, além dos pormenores relacionados à apropriação de imagem: quando me aproprio de uma imagem, ela passa a ser minha? O que é original nos dias de hoje?

FÉRIAS – 18 de julho – 31 de julho

MÓDULO 3 – Fotografia analógica, fotogramas, negativos construídos, sanduíches de transparências | Lucas Ramos  (01 de agosto a 22 de agosto )
[4 encontros – 08h/aulas]

O módulo oferecerá aos alunos a possibilidade de vivenciar o universo da fotografia analógica, desde a prática de fotogramas, construção de negativos, interferências, revelações seletivas e múltiplas exposições em ampliador. Em um tempo caracterizado pela necessidade de respostas imediatas, pela efemeridade das informações e dos registros advindos da fotografia digital, a vivência analógica se faz alternativa expressiva e manifestação explícita da identidade do artista.

MÓDULO 4 – Fotografia alternativa | Télio Pacheco (29 de agosto a 19 de setembro)
[ 04 encontros – 08h/aulas]

Experimentação de diversos processos históricos da fotografia em tecido, papel e vidro fazem parte do módulo 4. O processo de Cianotipia (em papel, tecido e vidro), Papel Salgado, Marron Van Dyke e Goma Bicromatada Monocromática criarão, a partir de suas diversas possibilidades de pigmentos e suportes, diferentes imagens lúdicas. O resultado se traduzirá em imagens com efeito único, proporcionando o aprendizado de novos desdobramentos estéticos. Será abordado o processo fotográfico, sua formação, suportes, apresentação e significado.

MÓDULO 5 – Zine, Fotolivro, Livro de artista | Elisa Freitas  (26 de setembro a 24 de outubro )
[05 encontros – 10h/aulas]

“Não seria a fotografia, em essência, uma arte literária, uma arte em que o fotógrafo não é propriamente um manipulador de formas no interior da moldura fotográfica, mas antes um narrador que se vale de imagens em vez de palavras, alguém que conta uma história?”

O módulo tem como objetivo explorar a construção e produção de impressos no contexto dos fotozines, fotolivros e livro de artistas.  Será garantido aos participantes do curso a produção de diversos modelos e tipos de fotozines.

MÓDULO 6  – Tridimensional | Monica Nassar  (31 de outubro a 21 de novembro)
[04 encontros – 8h/aulas]

Em tempos digitais e de tecnologias numéricas, a forma com que nós, produtores e expectadores de arte, nos relacionamos com as obras é indistinta. Nesse módulo abordaremos os tipos de relações existentes entre artistas e obras, expectadores e obras, além de abordarmos os conceitos de arte real e virtual. O desenlace desta etapa de 4 encontros será a desvirtualização da fotografia a partir da produção de um objeto artístico, manuseável, e tridimensional.

* No início dos módulos 2, 3, 4, 5 e 6, será feito um sorteio entre os alunos com as 4 estéticas estudadas no primeiro módulo. Ou seja, cada um trabalhará com uma estética diferente em cada suporte.

Apresentação de Projetos | 10 de outubro

Professores

Humberto Lemos

Fotógrafo fine art, Humberto Lemos tem foco na fotografia minimalista com influência oriental. Atua como coordenador e professor no Espaço f/508 de Fotografia. Realizou a curadoria de diversas exposições e publicações virtuais, e desenvolveu projetos de inclusão social como o Retratando com Alma (2005), oficina fotográfica realizada com deficientes visuais, e o Libertas CAJE (2008), realizado com os internos da instituição. Foi professor da Secretaria de Cultura do Distrito Federal de 2005 a 2007. Portfólio: www.humbertolemos.com

Monica Nassar

Monica Nassar graduou em Arquitetura e Urbanismo no Centro Universitário de Brasília (UniCEUB), em 2012. Durante seu ensino superior, deu início aos seus estudos de canto, dança e teatro na Escola de Teatro Musical de Brasilia (ETMB) no ano de 2009, onde participou como atriz em diversas montagens musicais e permaneceu até 2012. Durante um ano sabático, em 2013, finalizou o Curso Profissionalizante de Fotografia, no Espaço f/508 de Fotografia, em Brasília. Pós graduou em Análise Ambiental e Desenvolvimento sustentável em 2014, ainda pela instituição UniCEUB. Em seguida, mudou-se para a cidade de São Paulo, onde começou a atuar como pesquisadora em produtoras audiovisuais, entre elas a Academia de Filmes, GOS Catala Filmes, Your Mama, Sentimental Filmes e outras. Atuou também como Diretora de Arte, realizando campanhas para agências como F.biz, NBS, Ogilvy e África. Cursou Cenografia na Escola São Paulo em 2014, onde produziu em coletivo o projeto ViroRio, que foi exposto na Quadrienal de Cenografia de Praga, em 2015, mesmo ano em que participou da equipe de pesquisa da exposição do multiartista Tadeu Jungle na Sala do Humano do Museu do Amanhã. Usou suas habilidades multidisciplinares para compor equipes nas mesas independentes da Mesa e Cadeira, trabalhando com os ciborgues Neil Harbisson e Moon Ribas na construção do WeTooth, o primeiro aparelho de comunicação intra-dental do mundo, em 2016 e com o fundados do Kickstarter, Perry Chen, na publicação do livro “A bridge to a bad star” sobre o desastre de da base espacial de Alcântara, no Maranhão. No ano de 2017 completa a sua pós graduação em Cenografia e Figurino, na Universidade Belas Artes de São Paulo, onde produz o aplicativo Adelaide, para mapeamentos de roteiros e gestão de projetos criativos, em geral. Em 2018, retorna para Brasília, para participar efetivamente da sociedade no Espaço f/508 de Fotografia, onde realiza projetos expográficos, leciona e coordena a gestão financeira.

Beatriz Chaves

Formada em comunicação social pela Universidade de Brasília, é uma entusiasta do universo criativo. Já trabalhou como produtora em centros culturais e eventos da cidade, foi Diretora de Whatever na Perestroika – uma escola livre de atividades criativas – e hoje é gerente do Espaço f/508. Vem se reconhecendo artista visual com uma produção focada em apropriação, colagem e intervenção urbana. Participou de três exposições coletivas e uma residência artística. 

Lucas Ramos

Formado em História, Lucas Ramos voltou suas pesquisas nas áreas de fotografia documental, história da fotografia brasileira e filosofia da imagem. Como fotógrafo utiliza em seus trabalhos suportes manuais, como fotolivros, transparências e dobraduras. Pelo ano de 2012, foi voluntário no laboratório de fotografia analógica da FAC, UnB, e desde então continua estudando e trabalhando como laboratorista. Chegou a criar seu próprio laboratório caseiro com um coletivo de artistas da cidade, para, além de continuar com a revelação de negativos, estudar técnicas históricas de reprodução de imagem.

Télio Luiz Pacheco

Télio Pacheco desenvolve pesquisas sobre processos fotográficos históricos, adotando uma mistura de técnicas tradicionais e contemporâneas na criação da imagem. Como especialista em gerenciamento de projetos, adota metodologia específica na elaboração e condução dos trabalhos fotográficos que utilizam as técnicas Pinhole, Cianotipia e Goma Bicromatada.  O professor tem em seu currículo exposições individuais e coletivas em Brasília.

Elisa Freitas

Nascida em Brasília, Elisa Freitas é formada em Ciências Sociais pela UnB. Em 2011, fundou, em parceria com Andrei Dignart, a Editora Criatura, que já conta com 20 fotozines publicados e participação em diversas feiras de publicações independentes pelo país, como a Feira Plana (SP), a Feira Pão de Forma (RJ) e a Feira Dente (DF). Elisa já foi monitora na Escola de Artes Visuais do Parque Lage e participou das exposições “Em Curso” (Parque Lage, 2014) e “Zines – Cópias e Impressões” (Rio de Janeiro, 2015). Em parceria com a escola de fotografia Ateliê da Imagem, produziu a primeira edição da Feira de Fotolivros Independentes Urca, em 2015.


Investimento

1º lote:
R$ 3950,00 (ou 5x de R$ 790,00)

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, cheque, transferência bancária [5% de desconto]
  • .Cartão de débito [3% de desconto]
  • .Cartão de crédito [presencial – valor integral em até 5x]
  • .Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Curso de Oleotipia –
Impressão fotográfica com pincel

Imagem de capa: Robert Demachy – A Multidão, 1910, técnica do bromóleo

Início: a definir
Horários: a definir
Carga horária: 08 horas/aula

*A primeira aula tem duração e 2hrs

Nível de exigência: básico
Pré-requisitos: nenhum
Público-alvo: Fotógrafos amadores e profissionais e interessados em processos analógicos de fotografia, artistas e artesãos que trabalham com scrapbooking, livros autorais, encadernação, ilustração, etc.
Material necessário: 1 bloco de papel para aquarela com gramatura à partir de 200g formato A4, negativos em transparência (haverá orientação para a produção dos negativos durante o primeiro encontro), avental, toalha de rosto, óculos de proteção, pincel chato com pelo menos 2cm de largura, 1 pincel macio pequeno para retoques, 1 esponja comum de cozinha


O programa inclui: químicos e estrutura de laboratório.

Este curso explora de maneira experimental a técnica da oleotipia e algumas de suas variantes, como a impressão a óleo e o bromóleo. Originadas em meados do século XIX, essas técnicas utilizam de uma matriz fotográfica em gelatina transparente que é colorida com tinta a óleo utilizando pincel, tornando a imagem visível. Essas técnicas trazem um visual pictorialista às imagens e possibilitam o uso de cores, retoques e sobreposições às imagens.

Nesse curso vamos trabalhar habilidades comuns a muitos dos processos fotográficos históricos/alternativos em conjunto com técnicas de pintura e preparação de papel. Os resultados são sempre únicos e as possibilidades de criação são infinitas.

Programa

1ª aula (Teórica) | Introdução

  • Breve introdução histórica e técnica
  • Apresentação do espaço e matérias primas
  • Segurança
  • Tutorial para a produção de negativos em transparência de acetato
  • Apresentação/demonstração dos objetivos do curso e técnicas que serão utilizadas

2ª aula (Prática)

  • Preparo de gelatina e papel para impressão
  • Impressão de matrizes

3ª aula (Prática)

  • Colorização das matrizes preparadas
  • Impressão livre
Professor: Alexandre Dafoe de Aguiar

Nascido em Piracicaba, interior de São Paulo, desde criança se interessa por fotografia e seu funcionamento, sempre brincando com o mundo de ponta-cabeça da câmera reflex que pegava escondido da mãe. Sua primeira câmera foi uma Kodak Sport 25mm. Na faculdade frustrou-se com as novas câmeras digitais automáticas (point and shoot) e decidiu cursar workshops de fotografia PB 35mm na Rhode Island School of Design, onde se apaixonou pela fotografia analógica química. É formado em administração hoteleira pela Johnson & Wales University em Providence, Rhode Island, EUA, em Relações Internacionais pela George Washington University, Washington D.C., EUA, e com especialização em Língua e Cultura Russas pela Universidade Estatal de São Petersburgo, na Rússia . Em 2008, no final da segunda graduação, retomou a prática da fotografia em 35mm e foi apresentado aos processos históricos alternativos. Desde então tem se dedicado à pesquisa e ensino desses processos. Trabalhou com programas governamentais de educação em áreas de conflito no Brasil e no exterior até 2017, quando decidiu se dedicar à fotografia e outros projetos.


Investimento

1º lote: 3x de R$ 233,33 (R$ 670,00)

Tem interesse no curso? Entre em contato através do e-mail cursos@f508.com.br

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, cheque, transferência bancária [10% de desconto]
  • .Cartão de débito [3% de desconto]
  • .Cartão de crédito [presencial – valor integral em até 3x]
  • .Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Oficina de Fotografia de Produtos
para E-commerce

Início: a definir

Carga horária: 03 horas

Nível de exigência: básico
Pré-requisitos: câmera fotográfica ou celular com câmera
Público-alvo: fotógrafos amadores, empreendedores, blogueiros, influencers com interesse em comércio eletrônico de produtos

Produzir fotografias de qualidade que valorizem produtos distintos e suas matérias primas pode ser extremamente desafiador. A Oficina é focada na técnica para uma criação fotográfica voltada à venda online, com atenção a composição e iluminação ideais para cada situação.

Programa

. Montagem e produção
. Estúdio caseiro
. Iluminação e composição imagética
. Melhor equipamento
. Propostas com fotografia mobile
. Iluminação
. Uso de paletas de cor
. Utilização de ângulos

Professora

Bacharel em Artes Plásticas pela Universidade de Brasília (UnB), Raquel Pellicano é fotógrafa e artista visual, com produção de forte cunho autoral, e experimentações em linguagem fotográfica. Com 29 anos, ministra cursos na área e está à frente do estúdio e da galeria do Espaço f/508 de Fotografia. Comercialmente fotografou diversos editoriais de moda, com trabalhos publicados nas revistas Vogue Brasil, Trip, Playboy e Tabu. Em 2012, realizou uma palestra sobre fotografia e Retrato à convite da Fnac Brasília. Desenvolve atualmente os projetos Remanescências, Desmanches e Pertencimentos.



MATRÍCULAS ENCERRADAS.
Quer ficar sabendo das novidades desse curso? Clique aqui.

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, transferência bancária [10% de desconto]
  • .Cartão de débito
  • .Cartão de crédito [presencial]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Documental
Imaginário

Obra da capa de autoria do aluno Nilson Filho

Início: a definir
Horário: a definir
Carga horária: 20 hrs/aula, 10 aulas

Nível de exigência: básico, com disponibilidade para produção intensa
Pré-requisitos: nenhum
Público-alvo: Artistas, arquitetos, fotógrafos, designers e interessados em desenvolver projetos e porftólio artístico autoral

Com base em reflexões acerca da fotografia documental contemporânea, o curso apresenta estudos relacionados à construção de uma proposta de pensamento imagético, a do Documentário Imaginário. A princípio, será abordada a construção da imagem fotográfica e os signos inerentes à sua criação como natureza indicial, múltipla e variável; depois, discutiremos o panorama da fotografia documental como gênero na história da fotografia e da arte. O curso oferece o aporte técnico e conceitual para a narrativa ficcional, e o estudo das fronteiras entre a arte e documento, além de um acompanhamento na produção e criação de cada participante. 

O conceito de imaginário é amplo e multidisciplinar, abrangendo áreas como a psicologia, a filosofia, a antropologia, a sociologia, e a teologia. No Ocidente, o imaginário passou, nos últimos cem anos, de fonte de erro e engano a fator determinante na vida individual e cultural das pessoas.

Programa do curso

  1. Apresentação da disciplina.
    O uso da fotografia na arte contemporânea, leitura de imagens, fotografia e subjetividade, questões políticas relacionadas à imagem.
    O documental imaginário.
  2. Tempo e memória.
  3. Política e identidade.
  4. Espaço e lugar.
  5. Corpo, gênero e erotismo.
    Definição da temática do projeto fotográfico.
  6. Orientação
  7. Orientação
  8. Trabalho final

Professor

Fotógrafo fine art, Humberto Lemos tem foco na fotografia minimalista com influência oriental. Atua como coordenador e professor no Espaço f/508 de Fotografia. Realizou a curadoria de diversas exposições e publicações virtuais, e desenvolveu projetos de inclusão social como o Retratando com Alma (2005), oficina fotográfica realizada com deficientes visuais, e o Libertas CAJE (2008), realizado com os internos da instituição. Foi professor da Secretaria de Cultura do Distrito Federal de 2005 a 2007. Portfólio: www.humbertolemos.com

Perdas e Permanências, Raquel Pellicano

MATRÍCULAS ENCERRADAS.
Quer ficar sabendo das novidades desse curso? Clique aqui.

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, cheque, transferência bancária [10% de desconto]
  • .Cartão de débito [3% de desconto]
  • .Cartão de crédito [presencial – valor integral em até 4x]
  • .Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Produção de Vídeo
para Fotógrafos

Imagem do filme The good, the bad and the ugly, 1966

Início: a definir
Horário: a definir
Carga horária: 28hrs/aula

Nível de exigência:  intermediário
Pré-requisitos: possuir equipamento DSRL ou qualquer câmera com função de filmagem (celular ou câmera digital compacta) e notebook com software Adobe Premiere instalado
Público-alvo:  fotógrafos profissionais e amadores que já tenham algum tipo de experiência em fotografia e desejam expandir sua prática em direção à imagem em movimento.

O curso tem como objetivo introduzir os alunos aos elementos básicos da
linguagem audiovisual, do registro à montagem. Conceitos, convenções e metodologias de trabalho serão expostos de modo comparativo às técnicas da fotografia estática. Os alunos serão também apresentados a acessórios que complementam o seu próprio equipamento, de modo a facilitar a operação de captação de vídeo.

Professores

Rodrigo Torres é fotógrafo e videasta. Possui bacharelado em Cinema pela UFF, em Psicologia pela UFRJ e é mestrando pelo Programa de Pós-Graduação Artes Visuais da UnB. Atuou durante 6 anos como assistente de câmera no mercado do audiovisual. Durante esse período, trabalhou em 8 longas-metragens, além de diversos curtas e séries para TV. Em 2014, participou do programa internacional de intercâmbios da École Nationale Supéurieure des Beaux-Arts de Paris e no ano subsequente foi selecionado para o programa de residências artísticas da Association Jour et Nuit Culture (Paris), onde manteve um ateliê de trabalho durante 1 ano. Em 2015, expôs na Semaine de l’Amérique Latine et des Caraïbes em Lyon (França) e no ano seguinte realizou a sua primeira exposição individual em Paris. Atualmente desenvolve uma pesquisa sobre videoinstalação em ambientes imersivos.

Arthur B. Senra é realizador, diretor e montador audiovisual responsável por diversos filmes e videoclipes. Formado em Cinema e Vídeo, especialista em Processos Criativos em Palavra e Imagem. Trabalhou no MIS-BH de 2006 a 2008, foi responsável pelo audiovisual da ONG Favela é Isso Aí de 2009 a 2011 e assistente de direção da MUMIA – Mostra Udigrudi Mundial de Animação de 2006 até 2015. Participou também da curadoria, programação e júri de festivais de cinema. De 2016 a 2018 foi programador e curador da sala de cinema do Sesc Palladium em Belo Horizonte. Atualmente em Brasília trabalha no festival Curta Brasília.

Programa do curso

1 – Apresentação da turma e dos docentes
Introdução ao conteúdo do curso

  • Intercessões entre fotografia e vídeo
  • O tempo e a imagem em movimento
  • equipamentos: intercâmbios de linguagem

2 – Introdução à linguagem audiovisual

  • Decupagem clássica
  • Sequência, Plano, Take/ tomada
  • Plano-sequência
  • Claquete
  • Atividade: Exercício de decupagem de uma sequência

3- Apresentação às convenções técnicas

  • Formatos: mp4, mov; mkv; avi; JPG2000
  • Resoluções: SD; VGA; Full HD; 2K; 4K; 8K
  • Janelas (aspect ratio): 1.33:1 (4:3); 16:9; 2.39:1 (Scope); 9:16 (vertical)
    Técnicas de filmagem / movimentos de câmera:
  • Pan, tilt, dolly, grua, gimbal, steady cam, drone
  • Atividade: extratos de filmes e vídeos serão exibidos para ilustrar os conceitos

4- Terminologias do vídeo digital

  • Frame Rate: (24p, 29,930 fps; 30; 60 fps)
  • Slow motion, Hi speed
  • Time lapse
  • Convenções do eixo da câmera: regra dos 180º, associação de olhar dos personagens, técnicas de documentação de entrevistas
  • Atividade: trechos de produtos audiovisuais serão exibidos exemplificando
    os conceitos abordados

5- Fotometria na imagem em movimento

  • Velocidade de obturação X ângulo de obturação
  • Número de frames por segundo (captação X exibição)
  • Técnicas de Foco Manual: o foquista (1o AC), Follow Focus / Bartech, O foco automático na imagem em movimento
  • Profundidade de campo como linguagem
  • Atividade: Exercício de passagem de foco manual

6 – Introdução à teoria do som no cinema

  • Diegese sonora
  • Ponto escuta
  • Autorização de uso obra musical
  • Paisagem sonora / trilha sonora
  • Atividade: Extratos de filmes e vídeos serão exibidos para ilustrar os
  • conceitos

7 – Técnicas de Som Direto

  • Resolução
  • Tipos de Microfone
  • Som ambiente
  • Claquete
  • Atividade: Exercícios de gravação de diferentes elementos sonoros

8 – CODECs

  • Taxas de compressão (444, 422, 420)
  • Bit rate
  • Lossless e lossy compression
    Arquivo RAW – vantagens e desvantagens
    Convenções da linguagem:
  • Plano ponto de vista
  • Plano contra plano
  • Atividade: análise de arquivos e filmes

9 – Aula prática em estúdio

  • O tripé de vídeo/ cinema
  • Cangalha / shoulder mount
  • Workflow de um set de filmagem
  • Atividade: Os alunos terão oportunidade de operar câmeras e ensaiar técnicas de filmagem

Pausa para produções (1 semana)

10 – Edição – Introdução ao Adobe Premiere

  • Interface do programa
  • Área de trabalho (workspace)
  • Fluxo de trabalho (workflow)
  • Criação de projetos e sequências
  • Ferramentas e atalhos do programa
  • Organização e gerenciamento de arquivos
  • Atividade: Exercícios práticos de criação de projeto, organização da área de trabalho, importação de arquivos e início de uma sequência.

11 – Edição – corte / ritmo

  • Ferramentas de corte da edição não linear
  • Noções básicas de ritmo de montagem
  • Atividade: Exercícios de cortes nos arquivos da timeline e criação de sequências com ritmo

12 – Edição – transições e efeitos

  • Efeitos de transição de imagem
  • Debate acerca dos motivos e finalidades do uso de efeitos para transição entre planos
  • Atividade: Aplicação de efeitos de transição entre cortes e aplicar efeitos nas imagens.

13 – Edição – Tratamento de imagem e elementos visuais.

  • Ferramentas de tratamento de imagem
  • Conceitos do tratamento de cor
  • Criação de textos e elementos visuais
  • Criação de animações simples
  • Princípios de motion graphics.
  • Atividade: Exercícios práticos de tratamento de cor, criação de letterings e animações simples.

14 – Edição – Exportação de diferentes tipos de arquivos

  • Finalização de um projeto audiovisual
  • Criação de diferentes formatos de arquivos
  • Exportação para distintas plataformas (Youtube, DVD, etc.)
  • Atividade: Finalização de um projeto exportando em arquivos

MATRÍCULAS ENCERRADAS.
Quer ficar sabendo das novidades desse curso? Clique aqui.

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, cheque, transferência bancária [10% de desconto]
  • .Cartão de débito [3% de desconto]
  • .Cartão de crédito [presencial – valor integral em até 3x]
  • .Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Diário de viagem:
ws + trip fotográfica

Viajar é sempre uma grande experiência. Novos aromas, sabores, culturas e, claro, visuais de tirar o fôlego são parte de um roteiro inesquecível. Voltado para fotógrafos profissionais e amadores, o Workshop Diário de Viagem propõe uma nova abordagem acerca da fotografia de registro de viagens, uma lembrança reinventada. A proposta é instigar uma reciclagem do olhar para pequenos detalhes e sutilezas que podem compor um diário de viagem poético, tão encantador quanto o momento vivenciado. Teremos algumas aulas e visitaremos os arredores de Brasília, mas o roteiro completo é surpresa!

Sobre a Trip f/508

Nosso encontro acontece nos dias 10, 11, 12 e 18 de outubro de 2019. Para os participantes, o f/508 oferece:

Quinta-feira, 10/10:
19h às 21h – Aula sobre Fotografia de Viagem (2 horas/aula);

Sexta-feira, 11/10:
19h às 21h– Aula sobre Colagem e elaboração do diário de viagem (2 horas/aula)

Sábado, 12/10:
08h às 19h – saída para a trip em van executiva pelos arredores de Brasília (11 horas de roadtrip)
-Kit lanche na saída fotográfica

*almoço no dia da trip não incluso

Sexta-feira, 18/10:
19h às 21h – aula pós viagem para análise do material produzido (2 horas/aula)

Programa:

. Planejamento e pesquisa de viagens fotográficas
. Narrativas fotográficas e diários fotográficos
. Reinvenção da realidade e sensibilidade aos detalhes
. Planos largos, médios e detalhes
. Discussão acerca do equipamento fotográfico mais adequado para cada situação
. Fotografia instagramática, filtros e edição mobile
. Referências de fotógrafos de viagens
. Landscape, fotografia noturna e longas exposições
. Paisagens imaginárias
. Fotografia de gastronomia
. Street photography e o momento decisivo
. Personagens da cidade em retratos documentais
. Edição: que tipo de história você quer contar?
. Fundamentos da colagem e assemblage
. Composição visual
. Construção de diário de viagem

Investimento

R$795,00

Formas de pagamento
.À vista: dinheiro ou transferência bancária [5% de desconto]
.Cartão de débito
.Cartão de crédito [valor integral em até 3x]

+ Inscrições: tripf508@gmail.com

O que rolou nas últimas trips

As saídas fotográficas começaram domingo logo cedo, às 8 da manhã, com um lanchinho especialmente preparado pelo Quintal f/508. O roteiro foi surpresa para todos os seus participantes, e o trajeto, com duração de 12 horas, contemplou 2 cidades históricas e 2 cidades esotéricas bastante peculiares nos arredores de Brasília, além de algumas paradas pelo caminho.

Foram encontros repletos de sorrisos, registros e, principalmente, muita troca, com grupos focados nos mesmos interesses: uma experiência fotográfica.

Todos os participantes ganharam uma pequena caderneta, com a proposta de criação de um diário de viagem incluindo suas impressões, expressões e pequenos detalhes da saída. O resultado foi surpreendente, revelando nuances diversas de um grupo heterogêneo.