Oficina de Fotografia de Produtos
para E-commerce

Início: a definir

Carga horária: 03 horas

Nível de exigência: básico
Pré-requisitos: câmera fotográfica ou celular com câmera
Público-alvo: fotógrafos amadores, empreendedores, blogueiros, influencers com interesse em comércio eletrônico de produtos

Produzir fotografias de qualidade que valorizem produtos distintos e suas matérias primas pode ser extremamente desafiador. A Oficina é focada na técnica para uma criação fotográfica voltada à venda online, com atenção a composição e iluminação ideais para cada situação.

Programa

. Montagem e produção
. Estúdio caseiro
. Iluminação e composição imagética
. Melhor equipamento
. Propostas com fotografia mobile
. Iluminação
. Uso de paletas de cor
. Utilização de ângulos

Professora

Bacharel em Artes Plásticas pela Universidade de Brasília (UnB), Raquel Pellicano é fotógrafa e artista visual, com produção de forte cunho autoral, e experimentações em linguagem fotográfica. Com 29 anos, ministra cursos na área e está à frente do estúdio e da galeria do Espaço f/508 de Fotografia. Comercialmente fotografou diversos editoriais de moda, com trabalhos publicados nas revistas Vogue Brasil, Trip, Playboy e Tabu. Em 2012, realizou uma palestra sobre fotografia e Retrato à convite da Fnac Brasília. Desenvolve atualmente os projetos Remanescências, Desmanches e Pertencimentos.



Investimento

1º lote: R$200,00

Matrículas encerradas. Tem interesse no curso? Entre em contato através do e-mail cursos@f508.com.br

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, transferência bancária [10% de desconto]
  • .Cartão de débito
  • .Cartão de crédito [presencial]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Documental
Imaginário

Obra da capa de autoria do aluno Nilson Filho

Início: a definir
Horário: a definir
Carga horária: 20 hrs/aula, 10 aulas

Nível de exigência: básico, com disponibilidade para produção intensa
Pré-requisitos: nenhum
Público-alvo: Artistas, arquitetos, fotógrafos, designers e interessados em desenvolver projetos e porftólio artístico autoral

Com base em reflexões acerca da fotografia documental contemporânea, o curso apresenta estudos relacionados à construção de uma proposta de pensamento imagético, a do Documentário Imaginário. A princípio, será abordada a construção da imagem fotográfica e os signos inerentes à sua criação como natureza indicial, múltipla e variável; depois, discutiremos o panorama da fotografia documental como gênero na história da fotografia e da arte. O curso oferece o aporte técnico e conceitual para a narrativa ficcional, e o estudo das fronteiras entre a arte e documento, além de um acompanhamento na produção e criação de cada participante. 

O conceito de imaginário é amplo e multidisciplinar, abrangendo áreas como a psicologia, a filosofia, a antropologia, a sociologia, e a teologia. No Ocidente, o imaginário passou, nos últimos cem anos, de fonte de erro e engano a fator determinante na vida individual e cultural das pessoas.

Programa do curso

  1. Apresentação da disciplina.
    O uso da fotografia na arte contemporânea, leitura de imagens, fotografia e subjetividade, questões políticas relacionadas à imagem.
    O documental imaginário.
  2. Tempo e memória.
  3. Política e identidade.
  4. Espaço e lugar.
  5. Corpo, gênero e erotismo.
    Definição da temática do projeto fotográfico.
  6. Orientação
  7. Orientação
  8. Trabalho final

Professor

Fotógrafo fine art, Humberto Lemos tem foco na fotografia minimalista com influência oriental. Atua como coordenador e professor no Espaço f/508 de Fotografia. Realizou a curadoria de diversas exposições e publicações virtuais, e desenvolveu projetos de inclusão social como o Retratando com Alma (2005), oficina fotográfica realizada com deficientes visuais, e o Libertas CAJE (2008), realizado com os internos da instituição. Foi professor da Secretaria de Cultura do Distrito Federal de 2005 a 2007. Portfólio: www.humbertolemos.com

Perdas e Permanências, Raquel Pellicano

Investimento

1º lote: 3x R$366,66 (R$1100,00)

Matrículas encerradas. Tem interesse no curso? Entre em contato através do e-mail cursos@f508.com.br

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, cheque, transferência bancária [10% de desconto]
  • .Cartão de débito [3% de desconto]
  • .Cartão de crédito [presencial – valor integral em até 4x]
  • .Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Produção de Vídeo
para Fotógrafos

Imagem do filme The good, the bad and the ugly, 1966

Início: a definir
Horário: a definir
Carga horária: 28hrs/aula

Nível de exigência:  intermediário
Pré-requisitos: possuir equipamento DSRL ou qualquer câmera com função de filmagem (celular ou câmera digital compacta) e notebook com software Adobe Premiere instalado
Público-alvo:  fotógrafos profissionais e amadores que já tenham algum tipo de experiência em fotografia e desejam expandir sua prática em direção à imagem em movimento.

O curso tem como objetivo introduzir os alunos aos elementos básicos da
linguagem audiovisual, do registro à montagem. Conceitos, convenções e metodologias de trabalho serão expostos de modo comparativo às técnicas da fotografia estática. Os alunos serão também apresentados a acessórios que complementam o seu próprio equipamento, de modo a facilitar a operação de captação de vídeo.

Professores

Rodrigo Torres é fotógrafo e videasta. Possui bacharelado em Cinema pela UFF, em Psicologia pela UFRJ e é mestrando pelo Programa de Pós-Graduação Artes Visuais da UnB. Atuou durante 6 anos como assistente de câmera no mercado do audiovisual. Durante esse período, trabalhou em 8 longas-metragens, além de diversos curtas e séries para TV. Em 2014, participou do programa internacional de intercâmbios da École Nationale Supéurieure des Beaux-Arts de Paris e no ano subsequente foi selecionado para o programa de residências artísticas da Association Jour et Nuit Culture (Paris), onde manteve um ateliê de trabalho durante 1 ano. Em 2015, expôs na Semaine de l’Amérique Latine et des Caraïbes em Lyon (França) e no ano seguinte realizou a sua primeira exposição individual em Paris. Atualmente desenvolve uma pesquisa sobre videoinstalação em ambientes imersivos.

Arthur B. Senra é realizador, diretor e montador audiovisual responsável por diversos filmes e videoclipes. Formado em Cinema e Vídeo, especialista em Processos Criativos em Palavra e Imagem. Trabalhou no MIS-BH de 2006 a 2008, foi responsável pelo audiovisual da ONG Favela é Isso Aí de 2009 a 2011 e assistente de direção da MUMIA – Mostra Udigrudi Mundial de Animação de 2006 até 2015. Participou também da curadoria, programação e júri de festivais de cinema. De 2016 a 2018 foi programador e curador da sala de cinema do Sesc Palladium em Belo Horizonte. Atualmente em Brasília trabalha no festival Curta Brasília.

Programa do curso

1 – Apresentação da turma e dos docentes
Introdução ao conteúdo do curso

  • Intercessões entre fotografia e vídeo
  • O tempo e a imagem em movimento
  • equipamentos: intercâmbios de linguagem

2 – Introdução à linguagem audiovisual

  • Decupagem clássica
  • Sequência, Plano, Take/ tomada
  • Plano-sequência
  • Claquete
  • Atividade: Exercício de decupagem de uma sequência

3- Apresentação às convenções técnicas

  • Formatos: mp4, mov; mkv; avi; JPG2000
  • Resoluções: SD; VGA; Full HD; 2K; 4K; 8K
  • Janelas (aspect ratio): 1.33:1 (4:3); 16:9; 2.39:1 (Scope); 9:16 (vertical)
    Técnicas de filmagem / movimentos de câmera:
  • Pan, tilt, dolly, grua, gimbal, steady cam, drone
  • Atividade: extratos de filmes e vídeos serão exibidos para ilustrar os conceitos

4- Terminologias do vídeo digital

  • Frame Rate: (24p, 29,930 fps; 30; 60 fps)
  • Slow motion, Hi speed
  • Time lapse
  • Convenções do eixo da câmera: regra dos 180º, associação de olhar dos personagens, técnicas de documentação de entrevistas
  • Atividade: trechos de produtos audiovisuais serão exibidos exemplificando
    os conceitos abordados

5- Fotometria na imagem em movimento

  • Velocidade de obturação X ângulo de obturação
  • Número de frames por segundo (captação X exibição)
  • Técnicas de Foco Manual: o foquista (1o AC), Follow Focus / Bartech, O foco automático na imagem em movimento
  • Profundidade de campo como linguagem
  • Atividade: Exercício de passagem de foco manual

6 – Introdução à teoria do som no cinema

  • Diegese sonora
  • Ponto escuta
  • Autorização de uso obra musical
  • Paisagem sonora / trilha sonora
  • Atividade: Extratos de filmes e vídeos serão exibidos para ilustrar os
  • conceitos

7 – Técnicas de Som Direto

  • Resolução
  • Tipos de Microfone
  • Som ambiente
  • Claquete
  • Atividade: Exercícios de gravação de diferentes elementos sonoros

8 – CODECs

  • Taxas de compressão (444, 422, 420)
  • Bit rate
  • Lossless e lossy compression
    Arquivo RAW – vantagens e desvantagens
    Convenções da linguagem:
  • Plano ponto de vista
  • Plano contra plano
  • Atividade: análise de arquivos e filmes

9 – Aula prática em estúdio

  • O tripé de vídeo/ cinema
  • Cangalha / shoulder mount
  • Workflow de um set de filmagem
  • Atividade: Os alunos terão oportunidade de operar câmeras e ensaiar técnicas de filmagem

Pausa para produções (1 semana)

10 – Edição – Introdução ao Adobe Premiere

  • Interface do programa
  • Área de trabalho (workspace)
  • Fluxo de trabalho (workflow)
  • Criação de projetos e sequências
  • Ferramentas e atalhos do programa
  • Organização e gerenciamento de arquivos
  • Atividade: Exercícios práticos de criação de projeto, organização da área de trabalho, importação de arquivos e início de uma sequência.

11 – Edição – corte / ritmo

  • Ferramentas de corte da edição não linear
  • Noções básicas de ritmo de montagem
  • Atividade: Exercícios de cortes nos arquivos da timeline e criação de sequências com ritmo

12 – Edição – transições e efeitos

  • Efeitos de transição de imagem
  • Debate acerca dos motivos e finalidades do uso de efeitos para transição entre planos
  • Atividade: Aplicação de efeitos de transição entre cortes e aplicar efeitos nas imagens.

13 – Edição – Tratamento de imagem e elementos visuais.

  • Ferramentas de tratamento de imagem
  • Conceitos do tratamento de cor
  • Criação de textos e elementos visuais
  • Criação de animações simples
  • Princípios de motion graphics.
  • Atividade: Exercícios práticos de tratamento de cor, criação de letterings e animações simples.

14 – Edição – Exportação de diferentes tipos de arquivos

  • Finalização de um projeto audiovisual
  • Criação de diferentes formatos de arquivos
  • Exportação para distintas plataformas (Youtube, DVD, etc.)
  • Atividade: Finalização de um projeto exportando em arquivos

Investimento

1º lote: 3x de R$ 483,33 (R$ 1450,00)
2º lote: 3x de R$ 555,83 (R$ 1667,50)

Matrículas encerradas. Tem interesse no curso? Entre em contato através do e-mail cursos@f508.com.br

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, cheque, transferência bancária [10% de desconto]
  • .Cartão de débito [3% de desconto]
  • .Cartão de crédito [presencial – valor integral em até 3x]
  • .Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Diário de viagem:
ws + trip fotográfica

Viajar é sempre uma grande experiência. Novos aromas, sabores, culturas e, claro, visuais de tirar o fôlego são parte de um roteiro inesquecível. Voltado para fotógrafos profissionais e amadores, o Workshop Diário de Viagem propõe uma nova abordagem acerca da fotografia de registro de viagens, uma lembrança reinventada. A proposta é instigar uma reciclagem do olhar para pequenos detalhes e sutilezas que podem compor um diário de viagem poético, tão encantador quanto o momento vivenciado. Teremos algumas aulas e visitaremos os arredores de Brasília, mas o roteiro completo é surpresa!

Sobre a Trip f/508

Nosso encontro acontece nos dias 10, 11, 12 e 18 de outubro de 2019. Para os participantes, o f/508 oferece:

Quinta-feira, 10/10:
19h às 21h – Aula sobre Fotografia de Viagem (2 horas/aula);

Sexta-feira, 11/10:
19h às 21h– Aula sobre Colagem e elaboração do diário de viagem (2 horas/aula)

Sábado, 12/10:
08h às 19h – saída para a trip em van executiva pelos arredores de Brasília (11 horas de roadtrip)
-Kit lanche na saída fotográfica

*almoço no dia da trip não incluso

Sexta-feira, 18/10:
19h às 21h – aula pós viagem para análise do material produzido (2 horas/aula)

Programa:

. Planejamento e pesquisa de viagens fotográficas
. Narrativas fotográficas e diários fotográficos
. Reinvenção da realidade e sensibilidade aos detalhes
. Planos largos, médios e detalhes
. Discussão acerca do equipamento fotográfico mais adequado para cada situação
. Fotografia instagramática, filtros e edição mobile
. Referências de fotógrafos de viagens
. Landscape, fotografia noturna e longas exposições
. Paisagens imaginárias
. Fotografia de gastronomia
. Street photography e o momento decisivo
. Personagens da cidade em retratos documentais
. Edição: que tipo de história você quer contar?
. Fundamentos da colagem e assemblage
. Composição visual
. Construção de diário de viagem

Investimento

R$795,00

Formas de pagamento
.À vista: dinheiro ou transferência bancária [5% de desconto]
.Cartão de débito
.Cartão de crédito [valor integral em até 3x]

+ Inscrições: tripf508@gmail.com

O que rolou nas últimas trips

As saídas fotográficas começaram domingo logo cedo, às 8 da manhã, com um lanchinho especialmente preparado pelo Quintal f/508. O roteiro foi surpresa para todos os seus participantes, e o trajeto, com duração de 12 horas, contemplou 2 cidades históricas e 2 cidades esotéricas bastante peculiares nos arredores de Brasília, além de algumas paradas pelo caminho.

Foram encontros repletos de sorrisos, registros e, principalmente, muita troca, com grupos focados nos mesmos interesses: uma experiência fotográfica.

Todos os participantes ganharam uma pequena caderneta, com a proposta de criação de um diário de viagem incluindo suas impressões, expressões e pequenos detalhes da saída. O resultado foi surpreendente, revelando nuances diversas de um grupo heterogêneo.

Oficina de Neorrealismo Italiano
no Cinema

Foto de capa: cena do filme Ladrões de Bicicleta, Vittorio De Sica, 1948

Data:  a definir
Horário: a definir
Carga horária: 4hrs/aula

Nível de exigência: básico
Pré-requisitos: nenhum
Público-alvo: estudantes, fotógrafos, artistas e interessados em uma introdução à linguagem cinematográfica

O Neorrealismo italiano foi um movimento cinematográfico que despontou nos anos 1940,
caracterizado por histórias sobre a classe trabalhadora, filmadas com pouquíssimos recursos. A maioria tratava de temas como as dificuldades econômicas e sociais na Itália pós-Segunda Guerra Mundial (1939 a 1945). Os filmes exibiam a mudança de mentalidade dos italianos e suas condições de vida, retratando o desespero, a opressão e a desigualdade que eles enfrentavam.
Seus maiores expoentes foram Roberto Rosselini, Vittorio De Sica e Luchino Visconti. A oficina busca compreender o desenvolvimento dessa vanguarda cinematográfica através da análise de filmes como Ladrões de Bicicleta, de de Sica e Roma, Cidade Aberta, de Roberto Rossellini.

Professora

Josianne Diniz é mestra em Comunicação na Linha Imagem, Som e Escrita pela Universidade de Brasília (UNB), Graduanda em Comunicação Social em Audiovisual pela Universidade de Brasília (UNB). Atua nas áreas de Cinema Brasileiro, Teoria Estética do Cinema, História do Cinema, Fotografia e Linguagem Sonora e Teorias da Comunicação. Pesquisa acadêmica voltada para o cinema brasileiro e suas relações entre identidade, imaginário, representação, análise da história a partir do cinema. Desenvolve pesquisa também em Documentário, com ênfase em documentário ficcional e documentário brasileiro contemporâneo. Membro do Núcleo de Estudos e Produção Digital em Linguagem Sonora, NEPLIS, grupo vinculado ao Laboratório de Áudio da Faculdade de Comunicação (FAC/UnB). 


Investimento

1º lote: 2x de R$ 115,00 (R$230,00)

Matrículas encerradas. Tem interesse no curso? Entre em contato através do e-mail cursos@f508.com.br

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, transferência bancária [10% de desconto]
  • .Cartão de débito
  • .Cartão de crédito [presencial]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Literatura produzida
por mulheres

Bibliobus, Gérald Bloncourt (1960)

Início: a definir
Horário: a definir

Duração: 2 meses
Carga horária: 16 h/aula

Nível de exigência: básico
Pré-requisitos: nenhum
Público alvo: artistas, jornalistas, roteiristas, leitores e leitoras interessados e curiosos

Do romance pioneiro da ficção científica mundial à ainda enigmática poeta da lírica antiga, passando por investigações subjetivistas de fluxo de consciência à mais contundente verve satírica, a literatura produzida por mulheres de diversas épocas mostra, em qualquer recorte não tendencioso, uma riqueza e variedade temática, estilística e filosófica que impossibilita qualquer simplificação em estereótipos reducionistas.

Professora

Ludimila Menezes é poeta, doutora em literatura pelo Departamento de Teoria Literária e Literaturas da UnB com estudos de dez meses na Université Paris-Sorbonne IV, foi professora substituta de Teoria da Literatura na UnB e publicou diversos ensaios em periódicos e livros acadêmicos.

Programa do curso

Aula 1 – A lírica antiga e o universo das mulheres

. Leitura e análise de poemas de Safo de Lesbos, a única mulher pertencente à plêiade dos maiores poetas líricos gregos

Aula 2 – Frankenstein, de Mary Shelley (1820)

Romance precursor da ficção científica, escrito por uma jovem de dezoito anos, publicado primeiramente quando ela tinha apenas vinte, um marco da cultura mundial com adaptações que frequentemente deturparam a carga dramática e filosófica da história original

Aula 3 – Mrs. Dalloway, de Virginia Woolf (1925)

Um clássico da literatura modernista, um mergulho profundo na consciência de uma mulher em uma tarde aparentemente simples de sua vida.

Aula 4 – A Hora da Estrela, Clarice Lispector (1977)

Último romance da mais célebre escritora brasileira, o mergulho de subjetividade aqui se confronta com a realidade cruel da maior parte da população do país.


Aula 5 – Assim na terra como embaixo da terra, de Ana Paula Maia (2017)

Romance vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura em 2018, a escritora carioca expande seu universo claustrofóbico e naturalista com a narrativa de um presídio quase
abandonado.

Aula 6 – O Livro do Travesseiro, de Sei Shonagon (1002)

Considerado um precursor do romance moderno, a narrativa híbrida é uma coletânea de observações, anedotas, poemas e descrições que revelam algo entre uma imagística de mosaico e um inventário de impressões ético-estéticas.

Aula 7 – Como se estivéssemos em um Palimpsesto de Putas, de Elvira Vigna (2017)

A carga satírica, a linguagem elíptica e a dicção feminista forjam o último romance da premiada escritora Elvira Vigna.

Aula 8 – Dias de Abandono, de Elena Ferrante (2002)

Segundo romance da consagrada autora da tetralogia napolitana. Romance que deslinda em linguagem tensionada pela rotina familiar o esfacelado microcosmo da personagem Olga diante do fim de seu casamento com Mario.


Investimento

1º lote: 3x de R$ 206,66 (R$ 620,00 até o início do curso ou enquanto houver vagas)

MATRÍCULAS ENCERRADAS. Tem interesse no curso? Entre em contato pelo e-mail cursos@f508.com.br

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, cheque, transferência bancária [10% de desconto]
  • .Cartão de débito [3% de desconto]
  • .Cartão de crédito [presencial – valor integral em até 3x]
  • .Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Oficina de
Fotograma

Imagem da capa de autoria da artista Vanessa Woods

Data: a definir
Horário: 19h às 22h
Carga horária: 03 horas

Nível de exigência: básico
Pré-requisitos: nenhum
Público-alvo: Interessados e curiosos em fotografia analógica e processos similares

Processo criado no século XVIII e que ganhou popularidade com a Bauhaus, o fotograma é o registro de formas e objetos sem uso de câmeras ou lentes, utilizando basicamente luz e papel sensível. Além de entender os conceitos por trás dessa técnica, os alunos farão seus próprios fotogramas e poderão levar seus trabalhos para casa.

Professor

Fotógrafo fine art, Humberto Lemos tem foco na fotografia minimalista com influência oriental. Atua como coordenador e professor no Espaço f/508 de Fotografia. Realizou a curadoria de diversas exposições e publicações virtuais, e desenvolveu projetos de inclusão social como o Retratando com Alma (2005), oficina fotográfica realizada com deficientes visuais, e o Libertas CAJE (2008), realizado com os internos da instituição. Foi professor da Secretaria de Cultura do Distrito Federal de 2005 a 2007. Portfólio: www.humbertolemos.com


Investimento

1º lote: R$200,00 (até o início da oficina ou enquanto houver vaga)

MATRICULAS ENCERRADAS. Tem interesse no curso? Entre em contato através do e-mail cursos@f508.com.br

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, transferência bancária [10% de desconto]
  • .Cartão de débito
  • .Cartão de crédito [presencial]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

História da Arte Moderna
e Contemporânea

Imagem de capa: A Dança, Henri Matisse

Início: a definir
Horários: a definir
Total: 12 aulas
Carga horária: 24 h/aula

Nível de exigência: intermediário
Pré-requisitos: nenhum
Público-alvo: artistas, fotógrafos, pesquisadores e curiosos em estudar sobre História da Arte

Nesse curso, traçaremos um percurso histórico da arte ocidental, desde o Renascimento à contemporaneidade, em diálogo com a teoria, a filosofia e a sociologia da arte. O programa é focado na compreensão da formação das Academias e suas influências no pensamento contemporâneo. Passaremos por vanguardas europeias e por artistas brasileiros, com uma metodologia baseada na leitura de imagens a partir da compreensão de processos históricos de construção de linguagens plásticas e significados.

Programa

O que é arte?

Problematizações iniciais: o que é arte?
Artista, o fazer artístico, a instituição; o espectador, a experiência estética, a situação atual.

A força da tradição

Tensionamentos da arte contemporânea; graffiti, direito à cidade e a dimensão política da arte.
O ideal renascentista e sua perpetuação; os valores românticos prevalentes.

O ensino da arte

O século de ouro holandês, a formação das Academias europeias.
Natureza-morta: o gênero “inferior”.

A colonização da arte no Brasil

A criação da Academia Imperial de Belas-Artes, a Missão Artística Francesa.
Os segregados no processo de ensino das artes.
A pintura como construção de um discurso oficial de nação.

Nasce a fotografia, morre a arte

Fotografia e impressionismo; a morte da arte; as vanguardas europeias.
A fotografia no Brasil; Semana de arte moderna de 1922.
Reflexões a propósito de uma arte no Brasil.

A emergência da consciência política no meio artístico

O entreguerras no Brasil, os imigrantes e a nova classe trabalhadora.
A arte como necessidade social; Arte Concreta e Neoconcreta.

Repressão e resistência poética

Os anos 60 e 70 no Brasil; o movimento feminista e sua repercussão na arte.
“Seu corpo é um campo de batalha”; o pessoal é político.

Enfim, hoje

Liberdade versus censura; arte de disturbação.
Arte engajada.
Artistas de Brasília.

Professora

Raisa Ramos é historiadora da arte, doutoranda em Artes pela UnB, onde desenvolve pesquisa sobre desigualdade racial na formação da instituição artística no Brasil, com foco na trajetória de Estevão Roberto da Silva (1844-1891) durante seu exercício na Academia Imperial de Belas Artes. Mestra em Artes pela mesma instituição. Foi orientadora acadêmica do curso de Especialização em História e Cultura Afro-brasileira e Africana da Universidade Federal de Goiás (UFG). Graduada em Comunicação Social pela UFG. Interessa-se por aproximações entre cultura, política e direitos humanos. Como jornalista, colabora com veículos nacionais, publicando artigos opinativos sobre seus temas de interesse. Atua no monitoramento de projetos e no controle de resultados do Fundo de Apoio à Cultura da Secretaria de Cultura do DF. É, também, professora na nossa Pós-graduação Lato Sensu em Fotografia como Suporte para a Imaginação.


Investimento

1º lote: 3x de R$ 206,66 (R$ 620,00 até o início do curso)

MATRÍCULAS ENCERRADAS. Tem interesse no curso? Entre em contato através do e-mail cursos@f508.com.br

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, cheque, transferência bancária [10% de desconto]
  • .Cartão de débito [3% de desconto]
  • .Cartão de crédito [presencial – valor integral em até 4x]
  • .Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Oficina de
Expressionismo Alemão no Cinema

Cena do filme Metrópolis, de Fritz Lang, 1927

Data:  a definir
Horários: a definir
Carga horária: 4hrs/aula

Nível de exigência: básico
Pré-requisitos: nenhum
Público-alvo: estudantes, fotógrafos, artistas e interessados em uma introdução à linguagem cinematográfica

Com forte influência das pinturas de Van Gogh, o expressionismo estendeu-se por quase todas as artes, como o cinema e a pintura. A oficina busca compreender o desenvolvimento dessa vanguarda cinematográfica através da análise de filmes como Metrópolis (1927) de Fritz Lang, O Gabinete do Dr. Caligari (1919), de Robert Wiene, Nosferatu, Uma Sinfonia de Horrores (1922), de Friedrich Wilhelm Murnau.
Caracteriza-se pela distorção da imagem (uso de cores vibrantes que remetem ao sobrenatural), do retorno ao gótico e a oposição a uma sociedade imersa no racionalismo moderno. No cinema, caracteriza-se pela distorção de cenários e personagens, através da maquiagem, dos recursos de fotografia.

Professora

Josianne Diniz é mestra em Comunicação na Linha Imagem, Som e Escrita pela Universidade de Brasília (UNB), Graduanda em Comunicação Social em Audiovisual pela Universidade de Brasília (UNB). Atua nas áreas de Cinema Brasileiro, Teoria Estética do Cinema, História do Cinema, Fotografia e Linguagem Sonora e Teorias da Comunicação. Pesquisa acadêmica voltada para o cinema brasileiro e suas relações entre identidade, imaginário, representação, análise da história a partir do cinema. Desenvolve pesquisa também em Documentário, com ênfase em documentário ficcional e documentário brasileiro contemporâneo. Membro do Núcleo de Estudos e Produção Digital em Linguagem Sonora, NEPLIS, grupo vinculado ao Laboratório de Áudio da Faculdade de Comunicação (FAC/UnB). 


Investimento

1º lote: 2x de R$ 115,00 (R$230,00 até o início do curso ou enquanto houver vaga)

Tem interesse no curso? Entre em contato através do e-mail cursos@f508.com.br

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, transferência bancária [10% de desconto]
  • .Cartão de débito
  • .Cartão de crédito [presencial]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.

Curso Básico
de Desenho

Artes da capa e da página de autoria da professora Gabriela Rocha

Início: a definir
Horários: a definir

Total: 5 aulas
Duração: 5 semanas
Carga horária: 15h/aula

Nível de exigência: básico
Pré-requisitos: trazer o seguinte material: carvão em bastão, lápis HB, 2B, 4B, 6B, lápis de cor e borracha limpa-tipos.
Público alvo: interessados e curiosos em desenvolver suas habilidades de desenho.

O curso – composto por aulas teóricas e práticas – visa introduzir as principais técnicas do desenho tradicional respeitando a expressão única de cada aluno. Serão expostos conceitos importantes para a composição visual e estruturação do desenho. Os alunos poderão experimentar diversos materiais para a aplicação das técnicas aprendidas em sala de aula.

Professora

Gabriela Rocha é formada em Audiovisual pela Universidade de Brasília e é mestre em Culturas Midiáticas Audiovisuais pela Universidade Federal da Paraíba, desenvolve uma pesquisa sobre representações eróticas como forma de protesto contra a sociedade de consumo. Em paralelo desenvolve seu trabalho como artista visual através do desenho, pintura e fotografia. Já expôs seu ensaio chamado “O ato proibido de tocar o imundo” e suas pinturas numa exposição individual chamada “Medo do feminino”.

Programa do curso

. Introdução ao desenho
. Espaço positivo e negativo
. Desenho de observação
. Composição
. Volume
. Luz e sombra
. Natureza-morta
. Figura humana

Gabriela Rocha

Investimento

1º lote: 3x de R$223,33 (R$ 670,00 até o início do curso ou enquanto houver vagas)

Tem interesse no curso? Entre em contato através do e-mail cursos@f508.com.br

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, cheque, transferência bancária [10% de desconto]
  • .Cartão de débito [3% de desconto]
  • .Cartão de crédito [presencial – valor integral em até 3x]
  • .Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.