História da Arte Moderna e Contemporânea | 30/09

Início: 30 de setembro de 2019
Horários: segundas-feiras, 19h às 21h
Total: 12 aulas
Carga horária: 24 h/aula

Nível de exigência: intermediário
Pré-requisitos: nenhum
Público-alvo: artistas, fotógrafos, pesquisadores e curiosos em estudar sobre História da Arte

Nesse curso, traçaremos um percurso histórico da arte ocidental, desde o Renascimento à contemporaneidade, em diálogo com a teoria, a filosofia e a sociologia da arte. O programa é focado na compreensão da formação das Academias e suas influências no pensamento contemporâneo. Passaremos por vanguardas europeias e por artistas brasileiros, com uma metodologia baseada na leitura de imagens a partir da compreensão de processos históricos de construção de linguagens plásticas e significados.

Programa

O que é arte?

Problematizações iniciais: o que é arte?
Artista, o fazer artístico, a instituição; o espectador, a experiência estética, a situação atual.

A força da tradição

Tensionamentos da arte contemporânea; graffiti, direito à cidade e a dimensão política da arte.
O ideal renascentista e sua perpetuação; os valores românticos prevalentes.

O ensino da arte

O século de ouro holandês, a formação das Academias europeias.
Natureza-morta: o gênero “inferior”.

A colonização da arte no Brasil

A criação da Academia Imperial de Belas-Artes, a Missão Artística Francesa.
Os segregados no processo de ensino das artes.
A pintura como construção de um discurso oficial de nação.

Nasce a fotografia, morre a arte

Fotografia e impressionismo; a morte da arte; as vanguardas europeias.
A fotografia no Brasil; Semana de arte moderna de 1922.
Reflexões a propósito de uma arte no Brasil.

A emergência da consciência política no meio artístico

O entreguerras no Brasil, os imigrantes e a nova classe trabalhadora.
A arte como necessidade social; Arte Concreta e Neoconcreta.

Repressão e resistência poética

Os anos 60 e 70 no Brasil; o movimento feminista e sua repercussão na arte.
“Seu corpo é um campo de batalha”; o pessoal é político.

Enfim, hoje

Liberdade versus censura; arte de disturbação.
Arte engajada.
Artistas de Brasília.

Professora

Raisa Ramos é historiadora da arte, doutoranda em Artes pela UnB, onde desenvolve pesquisa sobre desigualdade racial na formação da instituição artística no Brasil, com foco na trajetória de Estevão Roberto da Silva (1844-1891) durante seu exercício na Academia Imperial de Belas Artes. Mestra em Artes pela mesma instituição. Foi orientadora acadêmica do curso de Especialização em História e Cultura Afro-brasileira e Africana da Universidade Federal de Goiás (UFG). Graduada em Comunicação Social pela UFG. Interessa-se por aproximações entre cultura, política e direitos humanos. Como jornalista, colabora com veículos nacionais, publicando artigos opinativos sobre seus temas de interesse. Atua no monitoramento de projetos e no controle de resultados do Fundo de Apoio à Cultura da Secretaria de Cultura do DF. É, também, professora na nossa Pós-graduação Lato Sensu em Fotografia como Suporte para a Imaginação.


Investimento

1º lote: 3x de R$ 206,66 (R$ 620,00 até o dia 23 de setembro de 2019)

2º lote: 3x de R$ 237,67 (R$ 713,00 até o início do curso)

MATRÍCULAS ATÉ O DIA 25 DE SETEMBRO DE 2019,OU ENQUANTO HOUVER VAGA.

. Inicie o seu processo de matrícula clicando aqui.

Créditos da imagem de capa: A Dança, Henri Matisse

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, cheque, transferência bancária [10% de desconto]
  • .Cartão de débito [3% de desconto]
  • .Cartão de crédito [presencial – valor integral em até 4x]
  • .Pagseguro [on line – valor integral em até 12x, sujeito à juros da administradora]

. A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Acesse clicando aqui.