Residência artística f/508
em Pirenópolis | 31/08

Data: 31 de agosto a 7 de setembro de 2019
Público alvo: artistas, fotógrafos, estudantes, pesquisadores, iniciantes ou experientes, interessados na vivência.

Com 14 anos de experiência, o f/508 promove sua primeira residência artística: uma imersão focada em produção e trocas significativas. Estaremos vivendo e produzindo juntos durante 7 dias, na cidade de Pirenópolis: pequeno município do interior de Goiás, tombada como Patrimônio Nacional, que conserva seu aspecto interiorano, onírico e bucólico, cercada de morros e cachoeiras.

Será sugerido pelas orientadoras um horário de trabalho diário, além encontros recorrentes com todos os participantes: para apresentação de trabalhos prévios; o segundo para conversa sobre o andamento do projeto; e para a apresentação do(s) trabalho(s) desenvolvido(s).

Locação

Nossa imersão será na Casa do Charme, em Pirenópolis – Goiás. Uma locação a apenas 1km de distância da Igreja Matriz e de frente para uma reserva de 20.000 metros que abriga a nascente e vereda do Prata – afluente da margem esquerda do Rio das Almas (rio que passa pela cidade). A casa oferece camas confortáveis, ventilação, aconchego térmico, tranquilidade e uma vista incrível. Além de acesso privativo a Cachoeira do Lobo. Cada participante terá uma cama individual em quartos coletivos, além de toda a casa como ateliê coletivo (área externa e interna).

Linguagens

O programa convida artistas e pesquisadores que trabalhem dentre as seguintes linguagens: Fotografia, Artes visuais, Colagem, Escultura, Audiovisual, Performance, Artes Cênicas, Arte digital e novas mídias.

O programa inclui

  • Hospedagem
  • Café da manhã e Chá da tarde
  • Orientação durante o horário de trabalho estabelecido
  • Transfer terrestre do Espaço f/508 para Pirenópolis (ida e volta)
  • Toalhas, lençóis, sabonete e papel higiênico
  • Acesso à cozinha, forno de pizza e churrasqueira com eletrodomésticos básicos para preparo de alimentos
  • Wifi

O programa não inclui

  • Passagens aéreas
  • Almoço e jantar
  • Seguro viagem
  • Materiais de trabalho (tintas, câmera fotográficas, dentre outros)

Orientadoras: Raisa Ramos e Monica Nassar

Raisa é mestra em Artes pela Universidade de Brasília (UnB), graduada em Comunicação Social pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Interessa-se por aproximações entre arte, política e direitos humanos, e por debates sobre gênero, feminismo e questões raciais. Pesquisa pinturas, em especial naturezas-mortas, relacionando as produções artísticas às estruturas sociais e aos contextos políticos respectivos. Trabalha atualmente como gerente da Lei de Incentivo à Cultura do Distrito Federal, sendo responsável pelo relacionamento institucional, além de executar e acompanhar projetos do setor com foco em reforma, restauro e manutenção de patrimônio. Como jornalista, sempre atuou no campo cultural-artístico. Interessa-se por trabalhos que se dediquem à promoção, difusão e democratização de equipamentos e instituições de cultura, pensando formas de ampliar o acesso e construir uma sociedade mais igualitária culturalmente.

Monica graduou em Arquitetura e Urbanismo no Centro Universitário de Brasília (UniCEUB), em 2012. Durante seu ensino superior, deu início aos seus estudos de canto, dança e teatro na Escola de Teatro Musical de Brasilia, onde participou como atriz em diversas montagens musicais e permaneceu até 2012. Durante um ano sabático, em 2013, finalizou o Curso Profissionalizante de Fotografia, no Espaço f/508 de Fotografia, em Brasília. Em seguida, mudou-se para a cidade de São Paulo, onde começou a atuar como pesquisadora em produtoras audiovisuais, entre elas a Academia de Filmes, GOS Catala Filmes, Your Mama, Sentimental Filmes e outras. Atuou também como Diretora de Arte, realizando campanhas para agências como F.biz, NBS, Ogilvy e África. Cursou Cenografia na Escola São Paulo em 2014, onde produziu em coletivo o projeto ViroRio, que foi exposto na Quadrienal de Cenografia de Praga, em 2015, mesmo ano em que participou da equipe de pesquisa da exposição do multiartista Tadeu Jungle na Sala do Humano do Museu do Amanhã. Usou suas habilidades multidisciplinares para compor equipes nas mesas independentes da Mesa e Cadeira, trabalhando com os ciborgues Neil Harbisson e Moon Ribas na construção do WeTooth, o primeiro aparelho de comunicação intra-dental do mundo, em 2016 e com o fundados do Kickstarter, Perry Chen, na publicação do livro “A bridge to a bad star” sobre o desastre de da base espacial de Alcântara, no Maranhão. Pós graduada em Cenografia e Figurino, na Universidade Belas Artes de São Paulo, onde produziu o aplicativo Adelaide, para mapeamentos de roteiros e gestão de projetos criativos, em geral.

Pirenópolis – Foto: Raquel Pellicano

Processo seletivo

As inscrições para a residência estão abertas de 22 de março até 3 de junho de 2019. O interessado deve enviar um e-mail para equipef508@gmail.com com as seguintes informações:
– Nome completo;
– Telefone de contato;
– Portfólio resumido com apenas 5 trabalhos (imagens, textos ou vídeos);
– Parágrafo com ideia do projeto a ser desenvolvido na residência (máximo de 800 caracteres).

O resultado com os 9 selecionados será divulgado no dia 07/06 e cada participante terá 10 dias corridos para efetuar sua inscrição. A segunda chamada será divulgada no dia 19/06.

Investimento

R$2200,00 em até 6x

Formas de pagamento

  • .À vista: dinheiro, cheque, transferência bancária [5% de desconto]
  • .Cartão de débito [3% de desconto]
  • .Cartão de crédito [presencial – valor integral em até 6x]

A realização do pagamento acarreta na aceitação do contrato. Consulte os termos.

Fotos da casa: Paulo Penna